Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Último dia do Portugal Masters começou atrasado

  • 333

Andy Sullivan mantém-se na liderança

FOTO LUÍS FORRA/LUSA

Partida da quarta volta do torneio que pontua para o European Tour começou duas horas depois do previsto, devido aos efeitos da intensa chuva caída durante a noite no campo Oceânico Victoria, em Vilamoura. Apesar do bom tempo, repetiu-se a saída de todos os jogadores no sistema "shot gun"

A chuva que tombou sobre o Algarve na madrugada deste domingo obrigou a adiar por duas horas o início da quarta e última volta ao percurso do campo Oceânico Victoria, em Vilamoura. Estava previsto que os jogadores saíssem todos ao mesmo tempo, às 8h, no sistema "shot gun", para tentar contornar as previsões meteorológicas de mau tempo a partir do início da tarde.

Afinal, a chuva antecipou-se e caiu em abundância durante a madrugada, e nalguns pontos do percurso faziam-se notar os efeitos, razão que levou o diretor do torneio, o espanhol Jose Maria Zamora, a adiar para as 10h o início da jornada.

As previsões meteorológicas apontam chuviscos matinais, mas até ver o dia está seco e o sol vai aparecendo sempre que as nuvens deixam. E os ventos fortes que marcaram o dia de sábado também desapareceram, pelo que se espera por um excelente dia de golfe.

À hora a que escrevemos, com quatro buracos já concluídos, o inglês Andy Sullivan mantém-se na liderança e até reforçou o comando, porque segue com uma pancada abaixo do Par do campo (71), depois de um "birdie" no buraco 4, enquanto o mais direto perseguidor, o espanhol Eduardo de La Rita, com um "bogey" no terceiro buraco, aumentou a distância entre ambos para sete pancadas.

Se nada de anormal acontecer está encontrado o vencedor deste ano.,, que vai receber o troféu das mãos do ministro da Economia, Pires de Lima, além de um cheque de 333 mil euros.

  • Golfe. Portugal Masters conseguiu fintar a chuva

    ​Antecipando-se ao temporal previsto para o início da tarde deste sábado em Vilamoura, a direção do torneio Portugal Masters conseguiu que a terceira ronda do torneio de dois milhões de euros em prémios corresse sem interrupções. Britânico Andy Sullivan lidera com menos cinco pancadas do que o mais direto adversário