Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Eduardo Barroso bate com a porta e abandona em direto o “Prolongamento”

  • 333

Desde que o benfiquista Pedro Guerra tomou o lugar de Fernando Seara, em agosto, o comentador leonino avisou que o programa iria acabar mal. “Tenho medo de ter agumas atitudes de que me possa arrepender, e até envergonhar”, disse antes de sair

O momento em que Eduardo Barroso abandonou o estúdio

O momento em que Eduardo Barroso abandonou o estúdio

Depois de anos a fio a defender a causa dos leões no programa desportivo “Prolongamento”, Eduardo Barroso deixou na noite desta segunda-feira, em direto, os estúdios da TVI24, irritado com o tom e o conteúdo das intervenções de Pedro Guerra, que veste a camisola do Benfica desde o afastamento do moderado Fernando Seara. Pode ver o vídeo AQUI.

“Hoje venho para este programa com uma profunda angústia”. Foi assim que Eduardo Barroso começou a justificar a sua inesperada saída. Barroso, que era o comentador sportiguista do programa há cinco anos, explicou que queria deixar de fazer parte do painel por já não sentir ter “condições para defender o Sporting” devido à presença de Guerra.

A relação conflituosa entre o conhecido médico-ciurgião e o diretor de conteúdos da Benfica TV fazia adivinhar que mais cedo ou mais tarde Barroso teria uma saída de leão do programa moderado pelo jornalista Sousa Martins. A notória crispação entre ambos atingiu o clímax na noite desta segunda-feira, ainda no rescaldo da quente intervenção de Bruno de Carvalho no “Prolongamento” da passada semana.

O cirurgião expôs de forma direta os seus motivos, afirmando que a sua dignidade não lhe permitiria sentar-se em frente de Pedro Guerra: “Percebo que algumas pessoas já não me respeitam por eu continuar sentado”. E pediu desculpa ao moderador, declarando que “adora a TVI” e que preferiria ter tido “uma despedida à Marcelo”, mas que a decisão se deveu a ter medo de “ter agumas atitudes de que me possa arrepender, e até envergonhar”.

Tirando o microfone da lapela enquanto se recusava a ouvir a réplica de Pedro Guerra às suas declarações, Barroso mostrou-se aliviado com a decisão: “Livrei-me disto”, disse, enquanto abraçava Sousa Martins. “Isto é mau demais”, concluiu ainda antes de bater com a porta.

Na semana passada, o programa da TVI24 alcançou o dobro das audiências habituais com a excecional participação do presidente do Sporting, Bruno de Carvalho: 252 mil espectadores viram em direto o programa que ficou marcado pelas acesas acusações entre Bruno de Carvalho e Pedro Guerra, terminando com Barroso a levantar-se da mesa de dedo em riste para se dirigir ao comentador benfiquista.

A emissão terminou nesse momento por decisão do diretor de informação da TVI, Sérgio Figueiredo, tendo Pedro Guerra garantido depois que não houve “qualquer tentativa de agressão”, mas apenas uma “troca de argumentos mais acesa”.

[Texto atualizado às 10h17]