Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Miguel Oliveira em segundo no GP do Japão

  • 333

Mirco Lazzari/Getty

Piloto português começou em quinto mas arrancou bem e chegou ao 2º lugar

Após a vitória em Aragon, Miguel Oliveira (KTM) foi segundo na corrida de Moto 3, no traçado japonês de Motegi e reduziu para nove pontos o atraso em relação ao italiano Enea Bastianini (Honda), segundo do campeonato, que foi sétimo atrás do comandante, o inglês Danny Kent (Honda).

A corrida japonesa foi reduzida para 13 voltas, em consequência do nevoeiro e da chuva, condições atmosféricas que dificultaram a acção dos pilotos.

Apesar de ter sido relegado para o quinto lugar da grelha, depois de ter feito o segundo tempo na qualificação, por ter rodado demasiado devagar na terceira sessão de treinos livres, Miguel Oliveira arrancou bem e instalou-se no segundo lugar atrás do italiano Niccolo Antonelli (Honda), que viria a ser o vencedor.

Para o piloto português, "o segundo lugar foi o melhor que consegui, mas senti-me confortável e tive boas sensações no piso molhado, o que fez com tivesse tentado fazer uma prova inteligente e sem cometer erros. Espero que as coisas continuem a ser assim para a semana na Austrália".

Surpresa na corrida de Moto GP, com o espanhol Dani Pedrosa (Honda) a alcançar a primeira vitória do ano, 50.ª da carreira, com o italiano Valentino Rossi (Yamaha) e o espanhol Jorge Lorenzo (Yamaha) a completarem o pódio, o que teve como resultado o italiano ter aumentado, para 18 pontos, a sua vantagem pontual sobre o seu colega de equipa.

Dani Pedrosa arrancou de sexto, mas com uma corrida muito táctica, ao longo da qual fez uma boa gestão dos pneus, que lhe permitiu recuperar lugares e ultrapassar Jorge Lorenzo, que tinha saído na frente, mas que com o decorrer da corrida o espanhol foi perdendo lugares, para terminar em terceiro.

Tal como a corrida de Moto 3, a reservada às Moto 2 foi também encurtada para as 15 voltas, com o virtual campeão do mundo, o francês Johann Zarco (Kalex), a conquistar a sétima vitória da temporada. E se à entrada foi o alemão Jonas Folger (Kalex) a assumir o comando, a meio da corrida o francês chegou ao primeiro lugar para o conservar até ao fim e vencer.

Classificações

Corridas

Moto 3 – 1.º, Niccolo Antonelli (Honda), 13 voltas (62,413 km), em 28.03,391 (133,4 km/h); 2.º, Miguel Oliveira (KTM), a 1.053 s.; 3.º, Jorge Navarro (Honda), a 8,529 s.; 4.º, Isaac Viñales (KTM), a 11,074 .s; 5.º, Zulfahmi Khairuddin (KTM), a 13,043 s. Classificaram-se mais 24 pilotos.

Moto GP – 1.º Dani Pedrosa (Honda), 24 voltas (115,224 km), em 46.50,767 (147,5 km/h); 2.º, Valentino Rossi (Yamaha), a 8,573 s.; 3.º, Jorge Lorenzo (Yamaha), 12,127 s.; 4.º, Marc Marquez (Honda), a 27,841 s.; 5.º, Andrea Dovizioso (Ducati), a 25,085 s. Classificaram-se mais 15 pilotos

Moto 2 – 1.º, Johann Zarco (Kalex), 15 voltas (72,015 km), em 31.17,900 (138,0 km/h); 2.º, Jonas Folger (Kalex), a 4,505 s.; 3.º, Sandro Cortese (Kalex), a 15,433 s.; 4.º, Azlan Shah (Kalex), a 17,348 s.; 5.º, Haifzh Syahrin (Kalex), a 22,858 s. Classificaram-se mais 18 pilotos

Campeonatos

Pilotos

Moto 3 – 1.º, Danny Kent, 244 pontos; 2.º, Enea Bastianini, 188; 3.º, Miguel Oliveira, 179; 5.º, Niccolo Antonelli, 161. 4.º, Romano Fenati, 155; Estão classificados mais 25 pilotos

Moto GP – 1.º, Valentino Rossi, 283 pontos; 2.º, Jorge Lorenzo, 265; 3.º, Marc Marquez, 197; 4.º, Andrea Iannone, 172; 5.º, Dani Pedrosa, 154. Estão classificados mais 22 pilotos

Moto 2 – 1.º Johann Zarco, 309 pontos; 2.º, Tito Rabat, 206; 3.º, Alex Rins, 189; 4.º, Sam Lowes, 152; 5.º, Jonas Folger, 145. Estão classificados mais 23 pilotos.

Construtores

Moto 3 – 1.º, Honda, 355 pontos; 2.º, KTM, 266; 3.º, Mahindra, 107; 4.º, Husqvarna, 80

Moto GP – 1.º, Yamaha, 342 pontos; 2.º, Honda, 285; 3.º, Ducati, 221; 4.º, Suzuki, 110; 5.º, Yamaha Forward, 33. Estão classificadas mais duas marcas

Moto 2 – 1.º, Kalex, 370 pontos; 2.º, Speed Up, 174; 3.º, Tech 3, 34; 4.º, Suter, 16; 5.º, NTS, 3

Equipas

Moto GP – 1.º, Movistar Yamaha MotoGP, 548 pontos; 2.º, Repsol Honda Team, 356; 3.º, Ducati Team, 322; 4.º, Monster Yamaha Tech 3, 240; 5.º, Team Suzuki Ecstar, 155. Estão classificadas mais oito equipas.

Próxima prova – GP da Austrália, no circuito de Phillip Island, dia 18 de Outubro