Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Bruno de Carvalho: “O Carrillo disse-me que não queria mais jogar no Sporting e que ia sair à borla”

  • 333

Pedro Jorge Melo

Em entrevista ao Expresso, o presidente do Sporting fala de árbitros, de Carrillo, de Jesus - e das personagens que encarna para fazer passar a mensagem. “Sou direto, corrosivo e às vezes falo mal. Mas sou eficaz”

Bruno de Carvalho começou a semana no “Prolongamento” numa entrevista que se foi transformando num debate a quatro até acabar num frente a frente com Pedro Guerra. Durante aquelas duas horas e meia, o presidente do Sporting atacou e foi atacado e levantou uma lebre: o Benfica paga refeições e lembranças a árbitros em valores que ultrapassam o limite imposto pela UEFA. Ele diz que isso não é corrupção, mas que fica mal, porque "não é uma camisolinha".

Em entrevista ao Expresso, saiba o que vai na cabeça deste homem que foi da Juve Leo e da Torcida Verde, que diz que fala grosso porque tem de o fazer e que deixar Carrillo jogar seria abrir um precedente. “Ele disse-me que não não queria jogar no Sporting e que ia sair à borla.”

Leia a entrevista na íntegra na edição deste sábado do Expresso