Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Rali de Portugal mantém-se no Mundial

  • 333

o Campeão mundial Sebastien Ogier no Rali de Portugal deste ano, no conhecido Salto da Pedra Sentada, no troço de Fafe/Lameirinha

Massimo Bettiol / AFP Getty Images

Rali português poderia ter de sair do Mundial para dar lugar ao novo Rali da China. Mas a Federação Internacional de Automobilismo resolveu o problema alargando o calendário

Pedro Roriz

Com o aproximar do final do ano, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) começa a revelar o calendário de provas dos vários campeonatos mundiais para 2016. A boa notícia é que Portugal continua a manter-se na agenda do Mundial de ralis e da Taça do Mundo de todo o terreno.

Se a presença nesta última competição nunca esteve em causa, já o mesmo não se passava no que respeita aos ralis, porquanto o Rali de Portugal, prova organizada pelo Autómóvel Club de Portugal, tinha a sua continuidade em causa perante a entrada iminente da China.

Afinal, o temor não se confirmou, uma vez que a FIA decidiu integrar o rali chinês no calendário e aumentar o número de provas para 14, embora permaneçam muitas dúvidas quanto à qualidade da organização da prova chinesa, tendo em conta que as experiências anteriores estiveram longe de ser positivas.

Assim, contra a opinião de muitos e como consequência da enorme vontade das equipas Volkswagen e Citroën em correrem na China, o Mundial de ralis vê aumentar o número de provas para 14. As datas finais, essas, ainda não estão definidas.

No que diz respeito ao todo o terreno, o calendário integra 10 provas, com a Baja de Portalegre a encerrar a temporada, que começa em fevereiro, na Rússia.

Mundial de F1 com mais duas corridas

Também o Mundial de Fórmula 1 foi aumentado. E logo em duas corridas. O calendário passa a incluir 21 Grandes Prémios, devido ao aparecimento do GP da Europa, a realizar em Baku, capital de Azerbaijão, e do regresso do GP da Alemanha.

A corrida azeri estaá agendada para o mesmo fim de semana das 24 Horas de Le Mans, mas a FIA assegura que a hora de início da corrida será marcada de forma a não colidir com a clássica francesa.

Calendários:

Fórmula 1
20 de março – Austrália
3 de abril – Bahrein
17 de abril – China
1 de maio – Rússia
15 de maio – Espanha
29 de maio – Mónaco
12 de junho – Canadá
19 de julho – Europa
3 de julho – Áustria
10 de julho – Grã-Bretanha
24 de julho – Hungria
31 de julho – Alemanha
28 de agosto – Bélgica
4 de setembro – Itália
18 de setembro – Singapura
2 de outubro – Malásia
9 de outubro – Japão
23 de outubro – Estados Unidos
6 de novembro – México
13 de novembro – Brasil
27 de novembro – Abu Dhabi

Todo o Terreno
19/22 de fevereiro – Rússia (Baja Rússia-Northern Forest)
3/7 de abril – Abu Dhabi (Abu Dhabi Desert Challenge)
17/22 de abril – Qatar (Sealine Cross Country Rally)
8/15 de maio – Egipto (Rali dos Faraós)
23/26 de junho – Itália (Baja Itália)
22/24 de julho – Espanha (Baja España Aragon)
11/14 de agosto – Hungria (Hungarian Baja)
25/28 de agosto – Polónia (Baja Poland)
3/8 de outubro – Marrocos (Rally du Maroc)
21/23 de outubro – Portugal (Baja de Portalegre)