Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Franceses ganham na China. Citroën monopoliza o pódio em Xangai

  • 333

Ao monopolizar o pódio na primeira corrida no traçado de Xangai, a Citroen tornou-se virtual campeã de marcas de 2015

Apesar de não ter ido além do 16.º lugar, na qualificação — que teve lugar esta manhã e não ontem à tarde como é habitual —, Tiago Monteiro conseguiu terminar em oitavo e sexto e reduzir os “estragos” provocados pelos 40 kg suplementares, como consequência da vitória em Motegi. A alteração na agenda obrigou-o a partir do fundo da grelha de partida

A primeira corrida foi ganha pelo argentino Jose Maria Lopz, à frente dos franceses Yvan Muller e Sebastien Loeb, com Tiago Monteiro a conseguir aproveitar a confusão da primeira volta. Esta levou aos abandonos dos ingleses Robert Huff (Lada Vesta) e Tom Chilton (Chevrolet Cruze), do holandês Tom Coronel (Chevrolet Cruze), do italiano Gabriele Tarquini (Honda Civic) e do francês John Filippi (Chevrolet Cruze).

Na segunda corrida, para a qual Gabriele Tarquini saiu da “pole”, o italiano não resistiu à “pressão” de Yvan Muller, mas conseguiu conter os ataques de Jose Maria Lopez e segurar o segundo lugar por 0,025 s. Tiago Monteiro voltou a fazer uma corrida de trás para a frente e conseguiu terminar em sexto, com alguma tranquilidade, depois de ter conseguido afastar-se do chinês Ma Qing Hua (Citroen C-Elysée) e se nunca ter estado em condições de pressionar Robert Huff.

No final, Tiago Monteiro reconhecia que “sabia que ia ser difícil, mas nunca esperei que fosse tanto. Na qualificação o carro não estava bom e na minha volta lançada fui prejudicado por um adversário. Sem nada a perder, arrisquei nas afinações e o “toque” que levei, na primeira corrida, podia ter comprometido todo o esforço, mas mantive-me em pista e terminei em oitavo. Na segunda, o carro estava melhor e consegui explorá-lo melhor e terminar em sexto”.