Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Fórmula 1. Lewis Hamilton faz “barba, cabelo e unhas”

  • 333

Lewis Hamilton venceu a corrida do Grande Prémio de F1, no Japão

THOMAS PETER/REUTERS

Batido em Singapura, o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, esteve imparável no traçado japonês de Suzuka, onde fez “barba, cabelo e unhas” (“pole”, único comandante e vitória) aos adversários

Se no sábado passado a Mercedes tinha voltado a ocupar a primeira linha da grelha, este domingo Lewis Hamilton mostrou que o sucedido em Singapura não foi mais do que um “acidente de percurso”, com o inglês a somar a oitava vitória do ano, 41.ª da carreira, que lhe permite igualar o número de triunfos do brasileiro Ayrton Senna.

A corrida nipónica não teve grande história, porque o inglês, apesar de sair da segunda posição, suplantou o alemão Nico Rosberg e assumiu o comando para não mais o perder, nem mesmo quando trocou de pneus. Foi o último dos homens da frente a fazê-lo.

Mais intensa foi a luta pelo segundo lugar, com Nico Rosberg, relegado para quarto na primeira curva quando foi ultrapassado pelo alemão Sebastian Vettel (Ferrari) e pelo finlandês Valtteri Bottas (Williams/Mercedes), a conseguir recuperar a segunda posição. Este teve um melhor desempenho nas “boxes”, no momento da troca de pneus, com cada paragem a significar o ganho de uma posição.

O alemão acabaria por completar o pódio, à frente do seu colega de equipa, Kimi Raikkonen (Ferrari), que ganhou uma posição na “box” ao finlandês da Williams.

De assinalar que, logo nos primeiros metros, um “toque” entre vários carros levou a que o brasileiro Felipe Massa (Williams/Mercedes), o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull/Renault) e o mexicano Sérgio Perez (Force Índia/Mercedes) tivessem que rumar às “boxes” e caíssem para o fundo do pelotão, com as respetivas recuperações a não os levarem aos lugares pontuáveis.

Por sua vez, o espanhol Fernando Alonso (McLaren/Honda) terminou em 11.º, apesar de se queixar da unidade de potência que segundo o piloto funcionava ao nível de um motor da GP2.

  • F1. Ferrari apostada em repetir no Japão sucesso de Singapura

    A seis corrida do fim do Mundial de Fórmula 1 e sem o título de pilotos estar garantido por Lewis Hamilton, apesar dos 41 pontos de avanço sobre o colega de equipa Rosberg e dos 49 sobre Vettel (Ferrari), haverá por certo muitas preocupações em Estugarda com este final da temporada