Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

O sexto salto foi de bronze: Nelson Évora no pódio do Mundial

  • 333

KIM KYUNG-HOON / Reuters

Atleta português conquista medalha nos mundiais de Pequim. A medalha chegou a parecer improvável depois de um quinto salto nulo, mas chegou mesmo

Nelson Évora regressa ao pódio (pela quinta vez na sua carreira) de mais um Campeonato do Mundo de atletismo, depois de ter assegurado a terceira melhor marca do concurso de triplo salto do evento que decorre em Pequim, na China.

O português esteve sempre nos lugares cimeiros durante o concurso, mas um quinto salto nulo fez prever o pior, depois de o norte-americano Omar Craddock o ter ultrapassado ao pular 17,37 metros.

Contudo, Nelson Évora manteve-se calmo e partiu determinado para o seu úlrtimo salto, alcançando 17,52 metros e a ambicionada medalha de bronze, um prémio merecido depois de uma ausência das pistas à conta de lesões.

A luta pelo primeiro lugar foi renhida até ao fim entre o cubano Pedro P. Pichardo e o norte-americano Christian Taylor, mas foi o norte-americano a prevalecer no fim, com um sexto salto de 18.21 m.

O enorme salto de Christian Taylor quase bateu o recorde mundial, falhando por 8 centímetros a marca. O recorde mundial na modalidade continua por bater há 20 anos: um salto de 18,29 m da autoria do inglês Jonathan Edwards em 1995.

  • O que se passa dentro da cabeça dele

    O que leva um tipo a quem iam amputando uma perna a regressar ao sítio onde os ossos se desfizeram, uma e outra vez, e testar os limites do seu corpo? Resposta: a busca pelo salto perfeito, que ele diz existir dentro dele e que ele encontrará mais dia menos dia. É a fé e a confiança que o movem e o levam a pular para lá do que é exigido a um campeão olímpico e mundial que não tem mais nada a provar a ninguém - a não ser a ele próprio. Este é um trabalho que publicámos em agosto de 2014, quando o saltador se preparava para os Europeus e falava das metas que tinha traçado para 2015 e 2016: mostrar que não estava acabado. Sete meses depois, provou-o no Europeu de pista coberta em Praga, onde venceu este fim de semana.