Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

“Está tudo bem.” O tweet tranquilizador de um ciclista que arrepiou o mundo

  • 333

Aviso e ressalva inicial: esta história vem com um vídeo que pode impressionar os leitores. Segundo aviso e ressalva final: Matt Brammeier protagonizou uma queda violentíssima na Volta ao Utah, nos EUA, e saiu sem lesões graves. Uma espécie de milagre

Ele ia a descer e o resto da caravana também: os outros ciclistas, os carros de apoio, as motas e tudo o que compõe a festa do ciclismo. Mas ele descontrolou-se: a bicicleta não quis responder aos travões e a curva ameaçadora levou a melhor sobre homem e máquina. E ele, Matt Brammeier, chocou a 80 km/h com um carro que ia a curvar ali naquele asfalto traiçoeiro.

As imagens são impressionantes, o desamparo idem, o susto de quem viu tudo ali perto (e ao longe, no vídeo ali em cima) ibidem. A queda é violentíssima e há algo que nos deixa ainda mais apavorados: se Matt não tem batido no carro, é provável que tivesse entrado mato adentro (estaria lá uma ravina?) e o desfecho talvez trouxesse algo ainda mais dramático.

O vídeo correu mundo, a solidariedade também. Mas ele, Matt Brammeier, já nos explicou que está tudo bem. Ou quase: tem costelas fraturadas, mas saiu sem quaisquer lesões graves na cabeça, pescoço ou coluna.

Além de Matt, aquela curva apanhou ainda mais dois como ele, heróis da estrada. Felizmente para os dois em causa, que bateram contra uma mota perdida no caos, o impacto não pareceu tão agressivo como o que deixou Brammeier tombado.

O ciclismo é para duros.