Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Supertaça. 500 militares destacados para o Benfica-Sporting

  • 333

GNR aciona Trânsito, Investigação Criminal e Ordem Pública para jogo considerado de "elevado" risco. Estádio do Algarve com lotação esgotada.

A GNR vai destacar 500 militares para garantir a segurança da Supertaça Cândido de Oliveira em futebol, que Benfica e Sporting disputam no domingo, no Algarve, e que vai ter lotação esgotada, anunciou o major Marco Cruz.

O oficial da GNR esteve esta sexta-feira na conferência de imprensa de segurança da partida e adiantou que vão estar envolvidos no dispositivo os comandos territoriais a sul do Tejo (Setúbal, Beja e Faro), com militares das valências de Trânsito, Investigação Criminal e Ordem Pública.

Na de Ordem Pública, além das equipas de intervenção, vão estar também incluídos no dispositivo as unidades de cavalaria e cinotécnica, as primeiras consideradas de "grande importância para garantir a segurança nas zonas limítrofes do estádio e nos parques de estacionamento", disse a mesma fonte.

Devido à lotação esgotada, o jogo foi classificado como sendo de "risco elevado", precisou o major da GNR, frisando que isso é uma obrigação legal sempre que é passada a quota de 80 por cento da lotação do recinto ocupada e o plano de segurança começará a ser operacionalizado sábado, às 9h.

"No estádio, já estão distribuídos cerca de 28.700 bilhetes, significa portanto que temos lotação esgotada neste jogo, que terá início às 20h45 de domingo, as portas abrirão às 18:15 e para garantir a segurança de todas as pessoas que se deslocam ao estádio, a GNR vai mobilizar cerca de 500 militares nas mais diversas valências", afirmou Marco Cruz.

O dispositivo de trânsito irá "dar garantias de segurança a todos os que fizerem as viagens até ao Algarve", sobretudo nas "vias que vêm confluir ao estádio Algarve", sendo "o maior esforço exercido na Autoestrada 2 (A2), no Itinerário Complementar 1 (IC1) e já no Algarve na A22, no IC4 e na Estrada Nacional 125 (EN125)", disse.

As equipas e as respetivas comitivas vão também ser acompanhadas desde os locais de estágio até às zonas onde vão ficar instaladas no Algarve e depois no trajeto até ao estádio, acrescentou, apelando aos adeptos do Benfica que façam a viagem até sul pela A2 para pararem na áreas de serviço de Alcácer do Sal e Aljustrel e aos do Sporting para o fazerem nas de Grândola e Almodôvar.

O efetivo da Investigação Criminal vai assegurar o controlo das zonas limítrofes do estádio, onde vão estar também elementos das unidades cinotécnica e de cavalaria e onde a GNR definiu parques de estacionamento específicos para os adeptos de cada clube, com os do Benfica a ficarem na zona sul do estádio e os do Sporting na zona norte, referiu ainda Marco Cruz.

A GNR apelou ainda aos adeptos para se deslocarem cedo para recinto para evitar filas de trânsito nos acessos ao estádio e advertiu que poderão fazer testes de alcoolemia e impedir a entrada a quem acusar uma taxa de álcool no sangue superior ou igual a 1,2 gramas por litro.

A GNR adiantou que vai estar também atenta à venda ilegal de bilhetes, com elementos da Investigação Criminal.