Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Rali da Finlândia. Jari-Matti Latvala segura vitória

  • 333

LEHTIKUVA/REUTERS

O finlandês Jari-Matti Latvala (VW Polo R WRC) garantiu o triunfo no Rali da Finlândia, oitava prova do WRC (Campeonato do Mundo de Ralis), ao resistir, sem grande dificuldade à pressão do francês Sébastien Ogier, seu colega de equipa, que minimizou as perdas, pontuais, ao ser o mais rápido na “Power Stage

Com apenas duas especiais, a mesma feita por duas vezes, para cumprir, no derradeiro dia, não era crível que acontecessem grandes modificações, em termos de classificação, uma vez que as diferenças eram já demasiado expressivas, para os pouco mais de 28 km, que havia que percorrer contra-o-relógio.

E para liquidar qualquer veleidade ao francês, o finlandês foi o mais rápido, na primeira passagem, aumentando a sua vantagem em 1,1 s., para, na segunda, perder 0,4 s. e a consequente possibilidade de somar os três pontos suplementares.

É a segunda vitória do ano de Jari-Matti Latvala, que já vencera o Vodafone/Rali de Portugal, terceira “em casa” e a 14.ª da sua carreira, o que lhe permite igualar o número de triunfos do alemão Walter Rohrl.

Para Jari-Matti Latvala foi uma vitória, mais difícil do que alcançada o ano passado, quando comandou a prova de fio a pavio, mas, com este triunfo, o finlandês desempatou a igualdade franco-filandesa, em número de vitórias, verificada nos oito anos anteriores.

O norueguês Mads Ostberg (Citroen DS3 WRC) completou o pódio, com o seu colega de equipa, o inglês Elfyn Evans, a assegurar o derradeiro ponto na “Power Stage”, depois de ter saído da estrada, na fase final da segunda etapa, quando era terceiro.

O belga Thierry Neuviile (Hyundai i20 WRC), em quarto, foi o melhor dos pilotos da marca sul-coreana, que viu todos os seus volantes cometerem erros, o mais grave o do australiano Hayden Paddon, que saiu da estrada, com o belga a despistar-se no “shakedown”, o que permitiu à equipa recuperar o carro e ao belga concluir a prova.

Mau rali para a Ford, que teve no estónio Ott Tanak, quinto, o seu melhor elemento, com o regressado Juha Hanninen, a beneficiar de “jogar em casa” para assegurar o sexto lugar, à frente do checo Martin Prokop.

A Skoda voltou a dominar o WRC2, com finlandês Esapekka Lappi e o sueco Pontus Tidemand a darem a “dobradinha”, à marca checa, que tem no Fabia R5 um excelente automóvel.

Classificação final:

1.º Jari-Matti Latvala/Mikka Antilla (VW Polo R WRC), 2.33.03,8;

2.º Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (VW Polo R WRC), a 13,7 s.;

3.º Mads Ostberg/Jonas Andersson (Citroen DS3 WRC), a 1.36,8;

4.º Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 WRC), a 3.58,7;

5.º Ott Tanak/Raigo Molder (Ford Fiesta RS WRC), a 4.29,3;

6.º Juho Hanninen/Tomi Tuominen (Ford Fiesta RS WRC), a 4.44,3;

7.º Martin Prokop/Jan Tomanek (Ford Fiesta RS WRC), a 6.20,3;

8.º Esapekka Lappi/Janne Ferm (Skoda Fabia R5), a 7.11,2;

9.º Pontus Tidemand/Emil Axelsson (Skoda Fabia R5), a 8.52,2,

10.º Lorenzo Bertelli/Giovanni Bernacchini (Ford Fiesta RS WRC), a 9.37,4

Classificação do “Mundial”, depois da prova finlandesa:

1.º Sébastien Ogier, 182 pontos;

2.º Jari-Matti Latvala, 93;

3.º Mads Ostberg, 84;

4.º Andreas Mikkelsen, 83;

5.º Thierry Neuville, 70;

6.º Kris Meeke, 55;

7.º Elfyn Evans, 53;

8.º Ott Tanak, 52;

9.º Hayden Paddon, 44;

10.º Dani Sordo, 39

Próxima prova – Rali da Alemanha, de 20 a 23 de Agosto