Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Rali da Finlândia. Jari-Matti Latvala inverte a situação

  • 333

EPA

“Estou muito feliz, a parte da tarde correu muito bem, em especial a passagem por Ouninpohja, mas nada está decidido”, disse o piloto do VW Polo R WRC

A segunda passagem pelos 34,39 km da mítica especial de Ouninpohja permitiu ao finlandês Jari-Matti Latvala (VW Polo R WRC) inverter a situação e terminar o dia no comando do Rali da Finlândia, com 2,6 s. de vantagem sobre o francês Sébastien Ogier (VW Polo R WRC).

Mais rápido, ontem, na Super Especial o francês perdeu o comando, logo na primeira classificativa do dia, para o inglês Kris Meeke (Citroen DS3 WRC), mas de imediato a recuperou até ver o seu colega de equipa ascender ao topo da classificação, que manteve até ao final da etapa.

Sébastien Ogier justificou o facto de ter perdido o primeiro lugar, “por ter sido prejudicado, por, na segunda passagem, ter encontrado o piso degradado pela passagem dos pilotos do rali nacional, mas o dia foi bom, porque estou perto do comandante e amanhã não vou abrir a estrada, porque há vários pilotos que vão alinhar no Rali2”.

Por sua vez, Jari-Matti Latvala não escondia que “estou muito feliz, a parte da tarde correu muito bem, em especial a passagem por Ouninpohja, mas nada está decidido”.

O inglês Kris Meeke (Citroen DS3 WRC), que passou, meteoricamente, pelo comando, terminou o dia em terceiro a escassos 24 s, do comandante, com o inglês a confirmar que “foi um bom dia e acabar o dia, na Finlândia, tão perto da frente é perfeito, porque deixa tudo em aberto”.

Aliás, Kris Meeke está a responder da melhor maneira à “ameaça” de Yves Matton, o diretor desportivo da marca francesa, que não escondeu que o futuro dos actuais pilotos dependeria, em grande parte, daquilo que fossem capazes de fazer na segunda metade da temporada.

E a resposta aí está com Kris Meeke e o norueguês Mads Ostberg a terminarem a etapa em terceiro e quarto lugares, fechando o lote dos que estão a menos de um minuto do primeiro lugar.

Outro norueguês, Andreas Mikkelsen (VW Polo R WRC), foi uma das vítimas da etapa, tendo desistido por despiste, um dos muitos que marcaram o dia, numa das especiais mais curta (5,62 km) do dia.

Também, por despiste, abandonou o australiano Hayden Paddon (Hyundai i20 WRC), que estava a ser o melhor dos pilotos da marca sul-coreana que viu o belga Thierry Neuville e o espanhol Dani Sordo fecharem o lote dos seis primeiros, ocupados por três marcas, com o finlandês Juho Hanninen (Ford Fiests RS WRC), que está de regresso ao WRC, a ser sétimo e o melhor dos homens da equipa da oval, que viu o inglês Elfyn Evans bater forte na primeira passagem por Ouninpohja danificar a suspensão e “arrastar-se” até ao final do dia, para evitar o Rali2.

Amanhã cumprem-se mais oito especiais, que são uma dupla passagem por quatro classificativas.

Classificação geral, no final da 1.ª etapa:

1.º Jari-Matti Latvala/Mikka Antilla (VW Polo R WRC), 1.16.19,2

2.º Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (VW Polo R WRC), a 2,6 s.

3.º Kris Meeke/Paul Nagle (Citroen DS3 WRC), a 24,0 s.

4.º Mads Ostberg/Jonas Andersson (Citroen DS3 WRC), a 34,1 s.

5.º Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 WRC), a 1.49,6

6.º Dani Sordo/Marc Marti (Hyundai i20 WRC), a 1.52,3

7.º Juho Hanninen/Tomi Tuominen (Ford Fiesta RS WRC), a 2.22,5

8.º Martin Prokop/Jan Tomanek (Ford Fiesta RS WRC), a 2.46,6

9.º Esapekka Lappi/Janne Ferm (Skoda Fabia R5), a 3.18,5

10.º Ott Tanak/Raigo Molder (Ford Fiesta RS WRC), a 3.30,2