Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

A nova mina do FC Porto chama-se Doyen

  • 333

O francês Imbula (ao centro) é, aos 22 anos, a contratação mais cara do futebol português

ESTELA SILVA

Ir ao Fundo para ficar à tona. Imbula custou 20 milhões de euros e é a mais cara contratação do futebol português, para a qual o Porto terá contado com a ajuda da Doyen. Segue-se Iker Casillas

Na noite de 30 de junho, Giannelli Imbula foi ao D'Oliva, em Matosinhos, com Nélio Lucas, o português que é CEO da Doyen Sports, e Alexandre Pinto da Costa, empresário e filho de Jorge Nuno Pinto da Costa. Comeram pizza e pasta, que são as especialidades da casa, e combinaram a manhã seguinte: primeiro, o FC Porto lançaria um comunicado à CMVM; depois, o médio ex-Marselha apareceria com a nova camisola vestida, a debitar palavras ao Porto Canal e ao site do clube.

Tudo normal no mais anormal dos negócios — primeiro, porque Imbula custou €20 milhões e fica para a história como o jogador mais caro do futebol português; segundo, porque o pai de Imbula confessou que o FCP teve uma ajuda para chegar aos €20 milhões. “O FC Porto chegou a acordo com a Doyen, que meteu algum dinheiro para que a transferência se fizesse.” Uma transferência gorda num tempo de vacas magras engrossa a dúvida.

Para continuar a ler o artigo clique aqui