Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Jesus é fiel. Aos reforços, claro (quando Jesus te ama, Jesus não te esquece)

  • 333

Sim, Bryan Ruiz já marcou ao Benfica (mas J. J. já o queria antes disso)

Getty

Jesus quer, Jesus tem. E Jesus já queria Bryan Ruiz no Benfica, mas só o teve no Sporting. Seguem-se Wolfswinkel e Insúa

Voltemos, por momentos, a 2011. O Benfica de Jorge Jesus ia jogar com o Twente, para decidir a entrada na fase de grupos da Liga dos Campeões (conseguiu-a, 2-2 e 3-1), e um dos extremos dos holandeses andava debaixo do radar benfiquista. De tal forma que até disse isto, ao “Record”: “Nunca rejeitaria o Benfica. É um emblema grande da Europa e muito conceituado. Até agora não sei de nada, mas se existir uma oferta interessante vou analisar. Seria um grande clube para prosseguir a carreira”.

Hoje, o mesmo jogador que disse aquilo (e que marcou um golo ao Benfica) é o novo reforço do Sporting para as próximas três épocas, com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. Porque Bryan Ruiz era amado por Jesus e quando Jesus te ama, Jesus não te esquece.

“Ele já tinha mostrado interesse em mim quando treinava o Benfica”, disse o costa riquenho de 29 anos ao seu site oficial. “Agora está no Sporting [vamos ignorar o facto de Ruiz ter escrito no Twitter que ia jogar no ‘Sporting de Lisboa’ - entretanto emendou para ‘Sporting Club de Portugal’], mas é um treinador que já se tinha interessado por mim antes e isso é bom. Quero responder-lhe dentro de campo para lhe agradecer por confiar em mim”, acrescentou o jogador que passou os últimos quatro anos no Fulham (com um empréstimo ao PSV pelo meio).

Foi assim com Ruiz e está prestes a ser assim com outros dois jogadores que Jesus ainda não esqueceu. Ricky van Wolsfwinkel, avançado que J. J. já aprecia desde 2011/12, quando o holandês chegou ao Sporting e marcou em duas épocas 45 golos em 88 jogos (e quando Godinho Lopes quis levar Jesus para o Sporting, o mister indicou como indispensáveis Carrillo e Wolfswinkel).

Wolsfwinkel foi então vendido ao Norwich por 10 milhões de euros e agora está perto de voltar a Alvalade, por menos de metade do preço. Porque Jesus não esquece.

Tal como acontece com Insúa, lateral que esteve no Sporting nas mesmas duas épocas de Wolfswinkel e que depois seguiu para Madrid. E que, nas últimas épocas, esteve perto de ir para a Luz. Porque J.J. estava lá. Agora pode voltar a Alvalade, não só porque o Atlético de Madrid está interessado em Rui Patrício, mas porque Jesus não esquece.