Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Fizemos as contas todas mas a conclusão é simples: basta empatar

  • 333

Sérgio Oliveira e o treinador Rui Jorge durante a conferência de imprensa de lançamento do jogo desta quarta-feira com os suecos

GEORGI LICOVSKI / EPA

Sub-21 portugueses jogam diante da Suécia (19h45, RTP1) para concretizar dois objetivos de uma assentada: chegar às meias-finais do Europeu e garantir a qualificação nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro

As contas são da UEFA e não da FIFA, por isso podemos tomá-las como certinhas: a seleção portuguesa de sub-21 tem 75% de hipóteses de qualificar-se para as meias-finais do Europeu, hoje, perante a Suécia, na República Checa. 

O historial da competição diz que, sempre que uma equipa tem quatro pontos na terceira jornada (Portugal ganhou à Inglaterra, por 1-0, e empatou com a Itália, sem golos), o mais provável é passar à fase seguinte. Fácil?

Mais ou menos. É que qualquer uma das quatro equipas do grupo B podem passar às meias-finais (passam as duas primeiras), porque as coisas estão assim:

1. Portugal 4 pontos, 1 golo marcado, 0 golos sofridos
2. Inglaterra 3 pontos, 1 golo marcado, 1 golo sofrido
3. Suécia 3 pontos, 2 golos marcados, 2 golos sofridos
4. Itália 1 ponto, 1 golo marcado, 2 golos sofridos

Só que, para a equipa de Rui Jorge, a tarefa é mais fácil do que para os outros: só tem de conseguir pelo menos um ponto perante os suecos para chegar às meias-finais do Euro e garantir imediatamente a qualificação para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Em teoria, não parece difícil, não só porque Portugal tem jogadores de nível muito superior à Suécia (Bernardo Silva, com dois prémios de "homem do jogo", tem sido o maior destaque  do ataque), mas também porque ainda não sofreu um único golo na competição.

Portugal não perde, aliás, há 17 jogos oficiais consecutivos, marca que em muito fica a dever-se a uma defesa muito segura - Ricardo Esgaio-Paulo Oliveira-Tiago Ilori-Raphael Guerreiro - e a um guarda-redes que tem defendido tudo o que há para defender - José Sá, que já fez 12 defesas no Euro, dizem outras contas da UEFA.

Ou seja, com mais ou menos hipóteses, as contas que interessam para hoje são as seguintes:

- se Portugal ganhar à Suécia, vai às meias-finais do Euro e qualifica-se para os Jogos Olímpicos;

- se Portugal empatar, vai às meias-finais do Euro e qualifica-se para os Jogos Olímpicos, e é o vencedor do grupo B se a Inglaterra não ganhar à Itália;

- se Portugal perder, pode apurar-se na mesma para as meias-finais, se houver um empate no Inglaterra-Itália;

- se Portugal perder apenas por um golo, pode apurar-se na mesma para as meias-finais, se a Itália não marcar mais do que um golo (a diferença de golos decidirá qual se qualifica, já que o jogo entre portugueses e italianos acabou empatado);

- se Portugal perder com a Suécia e a Inglaterra ganhar à Itália, Portugal é eliminado do Europeu. Mas ainda jogará um 'play off' para decidir quem irá aos Jogos Olímpicos, já que a Inglaterra não se qualifica (faz parte do Reino Unido).

Parecem contas complicadas? Parecem. Mas não são. Basta um ponto para festejar.