Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

FIFA. Pagamentos da Nike à seleção brasileira sob investigação

  • 333

Buda Mendes / Getty Images

As autoridades norte-americanas estão a investigar os pagamentos realizados pela multinacional à Confederação Brasileira de Futebol, por alegadas irregularidades nos mesmos

O contrato de patrocínio assinado em 1996 entre a Confederação Brasileira de Futebol e a multinacional desportiva Nike, no valor de 160 milhões de dólares (142 milhões de euros), está a ser alvo de investigação por parte do Departamento de Justiça norte-americano. A notícia foi avançada esta sexta-feira à noite pelo "Wall Street Journal".

A acusação descreve, num documento de 161 páginas, apenas uma empresa multinacional norte-americana de vestuário desportivo que fechou um acordo para patrocinar a seleção brasileira. Para além disso, refere ainda que esta empresa fechou uma negociação com uma empresa intermediária de marketing desportivo, que terá usado esse dinheiro para pagar subornos. Consultadas pelo jornal, fontes próximas da investigação garantem que a empresa em questão é a Nike, que pagou - para além do valor do contrato de 1996, válido por dez anos - 40 milhões de dólares em alegadas despesas de marketing, que não estariam previstas no acordo inicial. 

Recorde-se que a 27 de maio o Departamento de Justiça dos Estados Unidos indiciou nove dirigidentes e ex-dirigentes da FIFA, bem como cinco parceiros. As acusações contra eles foram de corrupção e associação criminosa num período que abrange os últimos 24 anos e um valor na ordem dos 151 milhões de dólares (134 milhões de euros). 

O escândalo na FIFA levaria Joseph Blatter a demitir-se, após ter sido reeleito para mais um mandato (o quinto) à frente daquele organismo.