Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Ronaldo é o terceiro desportista mais bem pago do mundo

  • 333

Melhor jogador do mundo só perde monetariamente para os pugilistas Floyd Mayweather e Manny Pacquiao

Juanjo Martin / EPA

Futebolista português leva a melhor sobre Lionel Messi, mas perde para os dois pugilistas que recentemente disputaram o "combate do século"

Cristiano Rolando é o terceiro atleta mais bem pago do mundo, revela a revista “Forbes” na sua lista anual publicada esta quarta-feira, que é liderada pelos protagonistas do intitulado 'combate do século'.

O avançado do Real Madrid caiu uma posição relativamente à lista de 2014 da prestigiada revista norte-americana, por culpa daquele que foi o momento alto do desporto este ano, o chamado 'combate do século' entre os pugilistas Floyd Mayweather, primeiro no ranking dos mais bem pagos, e Manny Pacquiao, o segundo.


O norte-americano Floyd Mayweather e p filipino Manny Pacquiao disputaram em Las Vegas, a 2 de maio, o 'combate do século'

O norte-americano Floyd Mayweather e p filipino Manny Pacquiao disputaram em Las Vegas, a 2 de maio, o 'combate do século'

STEVE MARCUS

Mayweather, que manteve a primeira posição conquistada no ano anterior, recebeu 300 milhões de dólares (cerca de 265 milhões de euros), enquanto Pacquiao, 11.º em 2014, embolsou 141 milhões de euros.

Ronaldo, que bateu o seu arquirrival, o argentino Lionel Messi (FC Barcelona), na luta pelo 3.º lugar, embolsou 79,6 milhões de dólares (aproximadamente 70 milhões de euros). Destes, 46,5 milhões são correspondentes a salários e a restante verba é recolhida via patrocínios.

O português e o argentino são os únicos futebolistas no top-10, que inclui um tenista, o suíço Roger Federer, na 5ª posição, três basquetebolistas norte-americanos (LeBron James é 6.º, Kevin Durant 7.º e Kobe Bryant 10.º) e dois golfistas (Phil Mickelson ocupa a 8ª posição e Tiger Woods a 9ª).

Uma vez mais, a tenista russa Maria Sharapova, 4ª do ranking mundial da WTA, é a mulher mais bem posicionada, na 26ª posição. A única outra representante feminina, a também tenista Serena Williams, número um mundial, na lista dos 100 mais da “Forbes” aparece no 47.º lugar.