Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

FPF: Figo tinha razão e a FIFA está em risco de implodir

  • 333

Fernando Gomes, presidente da FPF

José Caria

As eleições que resultaram no triunfo de Blatter deveriam ter sido adiadas. A FIFA está desligada da realidade e corre o risco de implodir. É assim que FPF reage à vitória do suíço.

Consumada a reeleição de Blatter, a Federação Portuguesa de Futebol defendeu esta sexta-feira à tarde, em comunicado, que a FIFA está desligada da realidade, fechada sobre si própria e que “corre o risco de implodir”.

Promete ainda que “continuará a pugnar por uma FIFA diferente, uma FIFA democrática e transparente que coloque os interesses do futebol acima de todo e qualquer interesse pessoal”

Para a FPF, “o processo eleitoral não decorreu normalmente e estas eleições foram marcadas por acontecimentos que deveriam ter obrigado ao adiamento das mesmas”.

No documento publicado no seu site escreve ainda que “a recondução de Joseph Blatter prova que Luís Figo tinha razão quando se recusou a caucionar este processo”.