Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

FIFA expulsa os vendilhões do templo

  • 333

MICHAEL BUHOLZER / Getty

A denúncia partiu da própria FIFA, revelou esta quarta-feira o presidente Blatter que anunciou em comunicado que o Comité de Ética baniu, provisoriamente, os sete detidos.

“Jesus expulsa os vendilhões do Templo”, é um episódio bíblico que relata o momento em que o filho de Deus expulsa do Templo de Jerusalém os cambistas, sob a acusação de estarem a tornar aquele local sagrado numa cova de ladrões. Neste caso, foi Joseph Blatter que anunciou o afastamento provisório dos alegados corruptos.

“Deixem-me ser claro: condutas como estas não têm lugar no futebol e vamos assegurar que todos os que estão envolvidos são colocados fora de jogo”, lê-se no comunicado divulgado na página oficial da FIFA, assinado pelo presidente.

Sete altos dirigentes da Federação Internacional de Futebol, detidos na manhã desta quarta-feira, em Zurique, na Suíça, foram banidos provisoriamente da organização. Joseph Blatter condena os atos e garante que todos os envolvidos vão sofrer as consequências.

“No seguimento dos acontecimentos do dia de hoje, o Comité de Ética decidiu provisoriamente banir esses indivíduos detidos pelas autoridades de qualquer atividade relacionada com o futebol, a nível nacional e internacional”, anunciou Blatter.

O presidente explicou ainda que as denúncias partiram da própria FIFA, num dossiê entregue o ano passado às autoridades judiciais suíças. Blatter acrescenta também que tem consciência que estes acontecimentos “desapontaram” muita gente e mancharam o nome da Federação. “Enquanto muitos estão frustrados com o ritmo da mudança, gostaria de destacar o que temos feito e o que continuaremos a fazer”, rematou.