Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Ronaldo fica sem mister

  • 333

Max Rossi / Reuters

Carlo não aguentou uma mão cheia de nada: perdeu liga, champions, taça. Florentino não resistiu a uma das suas tentações prediletas: despedir (a outra é comprar caro). Quem vem a seguir? (é provável que alguém responda "Jesus" a esta pergunta).

Ronaldo queria tê-lo como treinador na próxima época, mas Florentino Pérez não lhe fez a vontade. Carlo Ancelotti, o homem que CR7 classificou há dois dias no Twitter como um “grande treinador e uma pessoa fantástica”, já não é o mister do Real Madrid.

“Foi uma decisão muito difícil”, disse esta segunda-feira de tarde, em conferência de imprensa, o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, para logo acrescentar: “No Real Madrid a exigência é máxima e chegou o momento de dar um novo impulso para ganhar novos títulos”.

Ancelotti, de 55 anos, transferiu-se em 2013 do Paris Saint German para o clube madrileno, com quem assinou um contrato por três épocas. Ao serviço do Real conquistou a décima Liga do Campeões da história do clube ao vencer, em maio do ano passado, no Estádio da Luz, em Lisboa, o Atlético de Madrid por 4-1. Já este ano foi afastado da final pelos italianos do Juventus.

Confrontado pelos jornalistas com o comentário de Ronaldo no Twitter, o presidente Florentino limitou-se a dizer que “é uma manifestação de carinho dos jogadores pelo seu treinador”. O nome do novo treinador será revelado na próxima semana, anunciou Florentino Pérez.

Foi também pelo Twitter que Ancelotti agradeceu aos adeptos e aos jogadores. “Guardo na memória dois anos fantásticos no Real Madrid. Agradeço ao clube, aos adeptos e aos meus jogadores. Hala Madrid e nada mais”, escreveu o treinador italiano.