Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Há jogos e jogos. E há jogos que deram o título ao Benfica

  • 333

Se o Benfica não tivesse ganhado no Dragão seria campeão? E se não salvasse aquele pontinho em Alvalade? Se calhar... Recordamos os jogos que definiram o campeonato.

Foi Jesus quem o disse e não se deve contrariar um treinador bicampeão: "Houve dois jogos que foram fundamentais: o empate com o Sporting em Alvalade e o empate com o Porto na Luz. Porque tínhamos como estratégia não perder, porque estávamos em vantagem".

A verdade é que a vantagem foi sempre uma arma do campeão 2014/2015, que foi líder da Liga desde a 5ª jornada, quando ganhou ao Moreirense (e o Porto empatou com o Boavista). Apesar de ter tido altos e baixos em termos de "nota artística", como diria o mister, no início da época, o Benfica nunca mais largou a liderança depois de a ter agarrado. E para isso foi fundamental uma vitória que J. J. não enumerou mas que deu muita força anímica ao Benfica, por ser tão raro vencer ali nos últimos anos: o 2-0 no Dragão, com dois golos de Lima, na 13ª jornada, em Dezembro.

A partir daí, o percurso vitorioso do Benfica só foi interrompido em Paços de Ferreira, na 18ª jornada, já em janeiro (a equipa ainda só tinha uma derrota, com o Sporting de Braga, em outubro) - só que nem aí a derrota foi muito pesada, porque o Porto também perdeu, com o Marítimo, na Madeira.

Duas semanas depois, na 20ª jornada, o Benfica foi a Alvalade perd... quer dizer, empatar, já nos descontos do jogo, com um golo decisivo de Jardel, e foi aí que ganhou fôlego para o final: voltou a somar uma série de vitórias (já com nota artística, como o 6-0 ao Estoril) e só tremeu com a derrota em Vila do Conde, com o Rio Ave, por 1-2, na 26ª jornada.

O último duelo decisivo aconteceu na Luz, perante o Porto, à 30ª jornada. O Porto precisava de ganhar mas não fez muito por isso e o Benfica precisava de não perder e fez tudo por isso. Pragmático? Sim. Mas mais vale um 0-0 na mão do que um golo de um portista nos descontos. O pragmatismo vale um campeonato no bolso.