Anterior
Valadares: trabalhadores mantêm concentração à noite
Seguinte
Soflusa corta 48 ligações entre Barreiro e Lisboa
Página Inicial   >  Economia  >  Desemprego: Durão pede a Passos "progressos concretos" até abril

Desemprego: Durão pede a Passos "progressos concretos" até abril

O presidente da Comissão Europeia solicitou hoje uma "metodologia de trabalho" em carta endereçada ao primeiro-ministro. Um grupo de Bruxelas deverá visitar Portugal já em fevereiro.
Lusa |
A missiva surge um dia depois do anúncio de programas-piloto para reduzir o desemprego, sobretudo entre os jovens
A missiva surge um dia depois do anúncio de programas-piloto para reduzir o desemprego, sobretudo entre os jovens / Geert Vanden Wijngaert/AP

O presidente da Comissão Europeia pediu hoje ao primeiro-ministro uma "metodologia de trabalho" para se atingirem "progressos concretos" até abril no combate ao desemprego entre os jovens, com a criação de uma "equipa de ação" para analisar o fenómeno.

"No que respeita a Portugal, o grupo deveria ser liderado, de preferência, por um membro do seu gabinete e incluir, a nível técnico, as autoridades nacionais competentes responsáveis pelos fundos estruturais, o emprego e a educação, bem como os parceiros sociais nacionais", escreveu Durão Barroso a Passos Coelho, em carta hoje endereçada e divulgada à imprensa em Bruxelas.

Durão Barroso escreveu ao primeiro-ministro português e a outros sete chefes de Governo de países da União Europeia (UE) com maiores taxas de desemprego. A missiva surge um dia depois do anúncio de que a "Comissão Barroso" propôs o lançamento imediato de programas-piloto para reduzir o fenómeno do desemprego.

Visita a Portugal em fevereiro


Dirigindo-se na cimeira de Bruxelas aos chefes de Estado e de Governo dos 27, que decorreu na segunda-feira, José Manuel Durão Barroso apontou que para os oito países com níveis de desemprego jovem significativamente acima da média da UE - Espanha, Grécia, Eslováquia, Lituânia, Itália, Portugal, Letónia e Irlanda - Bruxelas propõe a formação imediata de "equipas de ação" compostas pelas autoridades dos países, pelos parceiros sociais nacionais e pela Comissão.

Na missiva dirigida a Pedro Passos Coelho, Barroso diz que a Comissão irá entrar em contacto em breve com as autoridades portuguesas "a fim de preparar a visita do grupo" de Bruxelas, que em fevereiro fará uma visita de um ou dois dias ao país com o intuito de "identificar os elementos necessários para um plano relativo ao emprego dos jovens" e descortinar quais os mecanismos de apoio às pequenas e médias empresas (PME) que "devem ser acelerados" ou para os quais é necessários transferir fundos comunitários "a fim de aumentar as oportunidades de emprego".

"Espero trabalhar estreitamente convosco nestas importantes questões de modo a que possamos obter progressos concretos a curto prazo", declara Barroso ao primeiro-ministro de Portugal.

Terceira pior taxa de desemprego


A taxa de desemprego em Portugal subiu para 13,6% em dezembro de 2011, mais quatro décimas que no mês anterior, e é a terceira pior da zona euro no referido período, divulgou hoje o 'Eurostat'.

Do total dos países dos quais o Eurostat disponibiliza números para dezembro, a taxa de desemprego em Portugal situa-se apenas abaixo da registada em Espanha (22,9%) e Irlanda (14,5%). No entanto, é de esperar que na Grécia o número de desempregados seja também superior, já que os dados de outubro - os mais recentes para o país divulgados pelo Eurostat - apontam para valores perto dos 20%.

A nível de desemprego entre os jovens, Portugal é também um dos países com taxas mais elevadas na Europa.

 


Opinião


Multimédia

Edwin. O rapaz que aprendeu a sonhar

O que Edwin sabia sobre a vida era sobreviver. Na cabeça dele não cabiam sonhos e os dias eram passados à procura de comida para ele e para a mãe e para o irmão. A fome espreitava nos cantos da barraca de palha no Quénia e ele escondia-se dela como podia - chupar as pedras era uma forma de a enganar. Mas a sorte dele mudou porque alguém viu nele outra coisa. E tudo começou numa dança. Agora, os mesmos dedos que agarravam as pedras tocam hoje teclas de um piano Bechstein. E os pés dele já não estão nus mas calçados. Com chuteiras. Primeiro no Benfica, agora no Estoril, o miúdo de 15 anos que fala como gente grande descobriu que tinha um sonho: ser futebolista. Como Drogba.

Em três quartos de hora não se esquece só a idade. "Esquece-se o mundo"

Maria do Céu dá três voltas ao lar sempre que pode. Edviges vai a todos os velórios, faz hidroginástica e sopas de letras. António dá um apoio na Igreja e nos escuteiros. Tudo é uma ajuda para passar os dias quando se tornam todos iguais. No Pinhal Interior Sul, a região mais envelhecida da União Europeia, quase um terço da população tem mais de 65 anos. Os mais velhos ficaram, os mais novos partiram.

Profissão: Sniper

O Expresso foi ver como são selecionados, que armas usam, para que missões estão preparados os snipers da Força de Operações Especiais do Exército. São uma elite dentro da elite. Um pelotão restrito. Anónimo. Treinam diariamente com um único objetivo: eliminar um alvo à primeira, mesmo que esteja a centenas de metros. Humano ou material. Sem dramas morais, dizem.

Xarém com conquilhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta nova receita.

O que se passa dentro da cabeça dele

O que leva um tipo a quem iam amputando uma perna a regressar ao sítio onde os ossos se desfizeram, uma e outra vez, e testar os limites do seu corpo? Resposta: a busca pelo salto perfeito, que ele diz existir dentro dele e que ele encontrará mais dia menos dia. É a fé e a confiança que o movem e o levam a pular para lá do que é exigido a um campeão olímpico e mundial que não tem mais nada a provar a ninguém - a não ser a ele próprio. Este é um trabalho que publicámos em agosto de 2014, quando o saltador se preparava para os Europeus e falava das metas que tinha traçado para 2015 e 2016: mostrar que não estava acabado. Sete meses depois, provou-o no Europeu de pista coberta em Praga, onde venceu este fim de semana.

Amadeu, que aprendeu o mundo no campo e tinha o coração na ponta dos dedos

Em Portugal, a dedicação à língua mirandesa tem nome próprio: Amadeu Ferreira, o jurista da CMVM que - quando todos diziam que "era uma loucura impossível" - arranjou tempo para traduzir "Os Lusíadas", a "Mensagem", os quatro Evangelhos da Bíblia e ainda duas aventuras do Asterix para uma língua que pertence a um cantinho do nordeste português e é falada por menos de 15 mil pessoas. No final de 2014 deu ao Expresso aquela que viria a ser a sua última entrevista. Morreu no passado domingo e esta quinta-feira foi lançada a sua biografia, "O fio das lembranças", com quase 800 páginas.

Temos 16 imagens que não explicam o mundo, mas que ajudam a compreendê-lo

O júri do World Press Photo queria dar o prémio maior da edição deste ano (e talvez das edição todas) a uma fotografia com "potencial para se tornar icónica". A primeira imagem desta fotogaleria, por ser "esteticamente poderosa" e "revelar humanidade", é o que o júri procurava. A fotografia de um casal homossexual russo, a grande vencedora, é a primeira de 16 imagens de uma seleção onde há Messi desolado, migrantes em condições indignas no Mediterrâneo, a aflição do ébola, mistérios afins e etc - são os contrastes do mundo.

Vamos falar de sexo. Seis portugueses revelam tudo o que lhes dá prazer na cama

Neste primeiro episódio de uma série que vai durar sete semanas, seis entrevistados falam abertamente sobre aquilo que lhes dá mais satisfação na intimidade. Sexo em grupo, sexo na gravidez, prazer sem orgasmo e melhor sexo após a menopausa são alguns dos temas referidos nos testemunhos desta semana. O psiquiatra Francisco Allen Gomes explica ainda a razão de muitas mulheres fingirem o orgasmo. O Expresso e a SIC falaram com 33 portugueses que deram a cara e o testemunho de como são na cama. Ao longo das próximas sete semanas, contamos-lhe tudo.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.


Comentários 18 Comentar
ordenar por:
mais votados
A Democracia tem que ser defendida pelo povo...
A história da decadência da União Europeia entrou num novo estádio e a mais desbragada humilhação está em curso. É agora oficial: a Alemanha defende que o
 
orçamento grego seja gerido por um funcionário nomeado pela Comissão Europeia que terá plenos poderes sobre o governo local.
 
O número dois do governo alemão foi ontem muito claro sobre a necessidade de instalar um funcionário europeu em Atenas para governar o país, uma vez que os objectivos da troika não foram atingidos pelos governos Papandreou-Papademos.
 
Mas quem diz a Grécia, diz Portugal. Segundo a Reuters, o projecto alemão defendeu o controlo do orçamento de qualquer país sob assistência financeira que esteja a falhar os objectivos do programa da troika.
 
A soberania já tinha sido hipotecada a troco do empréstimo externo. Agora a Alemanha espera que lhe seja oferecida de boa-vontade – como se houvesse uma espécie de quinta coluna em todos os países europeus prontos a facilitar a ocupação alemã sem resistência. Tendo em conta que os objectivos do nosso programa da troika são de muito difícil cumprimento, a possibilidade de um funcionário europeu se instalar no lugar de Vítor Gaspar tornou-se, aos olhos do governo alemão, espantosamente credível.
 
O que é espantoso é a naturalidade com que a Alemanha – a quem a Europa perdoou a dívida da Segunda Guerra – acorda agora todos os monstros possíveis sem tremer. Ontem, a resposta do ministro grego das Finanças, Evangelos Venizelos, foi uma amostra...
Durão
Não pode o povo está de tanga, e os políticos continuam de fraque.
EMPREGO
Se o sector privado está em crise e não o cria, deverá ser o sector público a criá-lo!!!

Foi essa a conclusão a que chegou o Presidente Roosevelt em 1933.

A chamada "Política do New Deal" foi exactamente O CONTRÁRIO do que tem estado a fazer o actual Executivo, e do que pretende a Tróica!!!

E foi a que aplicou os princípios Keysesianos, que permitiram à América e ao Mundo sair da crise!!! Só que desde os anos 70, há quem conteste esse facto, e efectivamente a Alemanha, que aplicou os mesmos princípios, não saíu da crise, afundou-se nela!!!

Talvez por o seu novo Chanceler Adolfo H. ter exagerado na concentração Estatal.

E todos prosseguiram no sentido da Guerra, que foi despoletada pela pretensão da Alemanha a controlar determinados territórios que outrora lhe haviam pertencido: os Sudetas, Dantzig - e por ter forçado a "União" com a Áustria...

Nada disto vos dá um sentimento de "déjà vu"?...

O povo tem que defender a Democracia...
O número dois do governo alemão defendeu ontem que se os gregos não cumprirem os objectivos, então terá de ser imposta de fora uma liderança, a partir da União Europeia. Na véspera da cimeira europeia, Philipp Roesler tornou-se no primeiro membro do governo alemão a assumir a paternidade da ideia segundo a qual a troco de um segundo programa da troika, um comissário europeu do orçamento seria investido de funções governativas em Atenas, retirando ao governo legítimo funções essenciais.
 
Numa entrevista ao jornal “Bild”, o número dois de Merkel afirma: “Precisamos de maior liderança e monitorização relativamente à implantação das reformas. Se os gregos não estão a ser capazes de conseguir isto, então terá de haver uma liderança mais forte vinda de fora, por exemplo, da União Europeia”.
 
O governo grego ficou em estado de choque com a ameaça da próxima ocupação. O ministro grego das Finanças pediu à Alemanha para não acordar fantasmas antigos – a Grécia esteve ocupada pelas tropas nazis durante a II Guerra. “Quem põe um povo perante o dilema de escolher entre assistência económica e dignidade nacional está a ignorar algumas lições básicas da História”, disse Venizelos, lembrando “que a integração europeia se baseia na paridade institucional dos estados-membros e no respeito da sua identidade nacional e dignidade”. “Este princípio fundamental aplica--se integralmente aos países que passam por períodos de crise e têm necessidade de assistência dos seus parceiros...
Ai Durão, durão !!

Então não sabes que progressos concretos estão em andamento. Já deste bem conta de quantos dos nossos já conseguimos enfiar !!!

Mas em franco progresso está também previsto alguma coisinha para a plebe.
Só que não te passa pela tola o trabalho que dá a fazer a massa folhada para os pastéis !!
Re: Ai Durão, durão !!
Re: Ai Durão, durão !!
"devíamos dar com os pés ao fundamentalismo que...
"devíamos dar com os pés ao fundamentalismo que...

vem de Bruxelas"...

" o défice do Estado não é o nosso principal problema"...

" a ideia de que o défice orçamental dos últimos anos é extremamente grave é simplesmente errada"...

"é chegada a hora de dizer "Não!" e dar com os pés a Bruxelas"

"O Estado devia confiar mais nos seus cidadãos"...

Ofereço pontos a quem acertar no autor destas citações...

Até ao limite de 4 que são os que me restam...

porque não posso ultrapassar o défice...
"O CHERNE"
Cada vez que abre faladura é um autêntico tubarão branco,Alemão,Ariano, enfim um cherne esuisito :............
Ainda vem acabar a desovar em Portugal um dia destes num rio pertinho de nós.
kácus
o fenomeno.
Eu acho particularmente interessante a parte da criacao da equipa para estudar " o fenomeno " ate abril.. Ainda vao descobrir que se trata de um fenomeno metereologico que provoca o desemprego.
Re: o fenomeno.
FAIT DIVERS
Mais um Fait Divers da maior alforreca politica da nossa historia-Durex.
Em matéria de Emprego, Passos nada vai fazer, pq nao sabe...
Seria interessante começar pelo IEFP, e afastar de lá os muitos e mal formados funcionarios daquela instituição.

Pq em materia de reinserção profissional, nada têm feito, colocando os desempregados licenciados á sua sorte.
Ninguem se interessa pelas carreiras e pelos CVs .
Este instituto poderia, se funcionasse bem, ser a recolocação principalmente, daqueles que estão quase mortos profissionalmente: os Cotas.
Mas como PP Coelhone gosta é de aparecer na foto, vai tudo continuar na mesma, como a Lesma.
Uma pouca vergonha !!
Vem aí pastel ...
Os Belmiros e os Alexandres já mandaram tirar listagens do pessoal , para colocarem umas dezenas de milhares no desemprego, . Entretanto umas horitas extraordinárias , uma parte das quais não pagas, irão resolver este período transitório .

Quando vier a massaroca para este programa de emprego, é vê-los a abocanhar a maior parte e a aparecerem como os salvadores da pátria, que até em época de crise criam empregos ....

Mesmo antes do macaco
a espécie mais parecida com um ser-humano, vai agora finalmente distribuir a poção mágica que no seu tempo de coelho não conseguiu.
Fantástico! É tão bom ser português!
pelo movimento emprego
o estado do país é o espelho do povo, miserável, perante a campanha que o governo lançou no seu portal "o meu movimento" qual não foi a minha admiração em saber qual é o movimento mais votado pensava eu que os problemas mais graves do país seriam a falta de emprego, corrupção, electricidade cara, combustíveis caros, reformas baixas, baixos salários, ineficácia da justiça, défice da balança comercial, dívida pública, não comprar o que é nacional, etc... mas afinal não o grande problema de nós todos estarmos com a nossa vida pior é o "movimento anti touradas" respeito todos os movimentos mas será que nós enquanto sociedade acham que é isto que vai por pão em cima da mesa de casa de todos nós?
Olha que dois !!
Um cherne e um coelho. O peixe tem traído tudo e fugido de todos...em busca do seu dinheirinho. O pequeno mamífero disse e prometeu...o que agora desdiz e não cumpre, chegado a S.Bento. Se estivesse por cá Camilo Castelo Branco, haveria uma nova edição da CORJA. E, se estivesse por cá Fialho de Almeida, idem, dos GATOS. Assim, Siga a Banda, até porque o "ZÉ" gosta.
o problema do emprego nos jovens...
Na minha opinião a falta de emprego entre os jovens não esta nas oportunidades que não existem mas sim no actual sistema de ensino que quer que todos os jovens sejam dotores e engenheiros.

Hoje em dia, vemos muitos jovens que tiram cursos superiores em universidades publicas e privadas que no final so conduzem ao desemprego.

Por outro lado, nos cursos profissionais o estado paga aos alunos para irem as aulas e no final consegue arranjar emprego a uma grande maioria. No entanto num pais em que todos querem ser dotores e engenheiros, ir para um curso profissional não é visto como uma pessoa que tem uma capacidade e gosto por manutenão de maquinas, ou cabeleireiro, ou electricista, etc mas é visto como uma vergonha, como uma pessoa que é tão burra que nem numa universidade da treta consegue entrar.

No final o que temos, são estes dotores e engenheiros que acabam por estar no desemprego, pois não ha oportunidades que se adaptam ao seu "perfil"... ou acabam por trabalhar nas obras ou num supermercado a espera de uma oportunidade que muito provavelmente nunca chegará...
Comentários 18 Comentar

Últimas

Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Pub