20 de abril de 2014 às 17:39
Página Inicial  ⁄  Economia  ⁄  Desconvocada greve de quarta-feira na Portway e na Groundforce

Desconvocada greve de quarta-feira na Portway e na Groundforce

Os sindicatos referem que a decisão de desconvocar a greve foi tomada depois de terem obtido garantias de empenho do Governo para encontrar soluções para o sector.
Lusa
Os sindicatos defendem que a suspensão da greve revela responsabilidade Luís Forra/Lusa Os sindicatos defendem que a suspensão da greve revela responsabilidade

Os sindicatos que representam os trabalhadores das empresas de assistência em terra Groundforce e Portway decidiram hoje desconvocar a greve da próxima quarta-feira, depois de terem obtido garantias de empenho do Governo para encontrar soluções para o setor.

Em comunicado, os sindicatos referem que a decisão de desconvocar a greve foi tomada "após uma reunião hoje realizada e ponderados todos os fatores, nomeadamente, a garantia e o empenhamento do ministro [dos Transportes], António Mendonça, e do secretário de Estado Paulo Campos para efetivamente encontrarem em conjunto soluções para o sector aéreo em Portugal, bem como as questões de que enfermam" as duas empresas.

Os sindicatos dizem que a decisão anunciada hoje é uma "demonstração de responsabilidade, para que em clima de paz social seja possível materializar as soluções produzidas através do diálogo".

Segunda suspensão de greve em dezembro


As estruturas sindicais reiteram, no entanto, a necessidade de envolvimento do Governo, da ANA, da TAP, da Groundforce, da Portway, do Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC), bem como das organizações representativas dos trabalhadores.

O comunicado é subscrito pelos sindicatos das Industrias Metalúrgicas e Afins (SIMA), Democrático dos Trabalhadores dos Aeroportos e Aviação (SINDAV), Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil (SINTAC), dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (SITAVA) e dos Técnicos de Handling de Aeroportos (STHA).

A greve tinha como objetivo "inverter" a tentativa de despedimento coletivo dos 336 trabalhadores trabalhadores de Faro da Groundforce.

Recorde-se que os sindicatos já tinham suspendido a paralisação prevista para o dia 23 de dezembro, na sequência do encerramento de vários aeroportos devido ao mau tempo.

 

Comentários 0 Comentar
PUBLICIDADE
1. JoanaAbreu21 ( 133pts )
2. moncarapacho ( 126pts )
3. BrincaNareia ( 103pts )
4. Resistente ( 103pts )
Expresso nas Redes
Pub