Anterior
Presos do Mensalão deixam de ter regalias na cadeia
Seguinte
'Media' chineses falam em "rota de colisão" com os EUA
Página Inicial   >  Internacional  >   Desaparecido avião das linhas aéreas de Moçambique

Desaparecido avião das linhas aéreas de Moçambique

O voo TM 470 devia ter aterrado em Luanda às 14h10. O avião terá feito "aterragem de emergência ou despenhou-se" entre a Namíbia e o Botsuana, diz o governo moçambicano.
|

Um comunicado da LAM - Linhas Aéreas de Moçambique informa que "o voo TM 470 que partiu do Aeroporto Internacional de Maputo às 11h26, com destino a Luanda,  tinha a sua aterragem prevista para as 14h10 locais (13h10 em Lisboa). Seguem a bordo 28 passageiros e 6 tripulantes".

O avião não aterrou em Luanda e poderá ter caído: "as autoridades aeronáuticas angolanas localizaram uma aeronave despenhada em território angolano. Presume-se que possa ser a aeronave da LAM", escreve o jornal moçambicano CanalMoz, na sua página do Facebook.

O voo TM 470 "desapareceu dos radares", diz o CanalMoz, adiantando que "em Luanda e Maputo, as autoridades aeronáuticas estão a guardar sigilo sobre esta matéria. O voo entre as capitais de Moçambique e Angola dura normalmente quatro horas. Desde as 17h as autoridades aeronáuticas estão à procura do avião em Luanda".

O avião é "um Embraer 190, com matrícula C9-EMC", segundo informações do Canalmoz.

A LAM, por seu lado, informa em comunicado que as informações que obteve até agora "dão indicação da aeronave ter aterrado em Rundo, norte da Namíbia, fronteira com Botswana e Angola". As "autoridades aeronáutica e aeroportuária estão empenhados em estabelecer contactos com vista a confirmação" desta informação.

Já durante a noite, a administradora-delegada da LAM, Marlene Manave, adiantou que a companhia aérea ainda "não tem informação sobre o paradeiro do avião" e "a última comunicação com a tripulação do voo foi estabelecida às 13h30, sendo que "chove intensamente na região onde o avião desapareceu", noticia o CanalMoz.

Mais tarde, o governo moçambicano deixou no ar duas hipóteses. "Obtivemos a informação que o avião ou terá feito uma aterragem forçada ou ter-se-á despenhado numa área florestal da região fronteiriça entre a Namíbia e o Botsuana", disse em conferência de imprensa Gabriel Muthisse, ministro dos Transportes e Comunicações, citado pela rádio Renascença.

De acordo com o governante, especialistas aeronáuticos moçambicanos já se juntaram às autoridades da Namíbia para esclarecerem as "circunstâncias e detalhes do incidente". Porém, "a falta de uma informação definitiva deve-se ao facto de a região estar a ser fustigada por trovoadas e chuvas torrenciais". 

Até ao momento, desconhece-se se há portugueses entre os desaparecidos. A LAM não divulgou a lista de passageiros nem as suas identidades, mas o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário admitiu à Lusa essa probalibilidade, embora não possuam "informação segura" nesse sentido.

(notícia atualizada às 00h25)

 

 

 


 


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 3 Comentar
ordenar por:
mais votados
Acordem.
De acordo com um porta-voz institucional da LAM, Norberto Mucopa, não há ainda qualquer informação sobre o que motivou a aterragem em Rundo, no norte da Namíbia, e em que condições ela decorreu, aguardando a LAM mais informações já pedidas à Namíbia.
Angola, Moçambique....
Se calhar estes "muchachos" pensavam que o assunto estava encerrado connosco? Céus! Como podem ser tão ingénuos? Leem pouco!

Quando num filme sobre o Afeganistão ocupado pelos Soviéticos, o piloto dum helicóptero soviético, pergunta a Rambo, que estava pendurado por uma corda (do heli) :"Quem é você?", Rambo responde: "Eu sou o vosso pior pesadelo!".
África
Terá esta notícia algum sentido? Primeiro dizem que o avião terá aterrado em Rumbo na Namíbia, a seguir já se despenhou em Angola, finalmente não sabem o que lhe aconteceu...
O rigor e organização habitual neste continente... Zero! Mas são sempre todos muito bons...
Comentários 3 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub