9
Anterior
Grécia refém de mais austeridade
Seguinte
Os juros vão continuar a subir
Página Inicial   >  Opinião e Blogues  >  O Expresso na SIC Notícias  >   Derrapagem no défice antecipa austeridade

Derrapagem no défice antecipa austeridade

Os comentários de Vítor Andrade, jornalista do Expresso, no Jornal de Economia da SIC. Em análise, a derrapagem orçamental, a antecipação de fundos, a crise do euro e os setores exportadores.

Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 9 Comentar
ordenar por:
mais votados
Derrapagem no défice antecipa austeridade
Desculpas não indemnizam prejuízos, mas prevejo que durante muito tempo vamos assistir a noticias destas, que por um lado vão culpar Sócrates de todos os males que nos têm acontecido. Por outro apraz-me ver que agora afinal os problemas dos outros também nos afetam, mas agora já servem de desculpa para o nosso insucesso. Diz o povo e tem razão, mudam-se os tempos mudam-se as vontades. Este já é o disco que os portugueses se habituaram a ouvir, cada vez que muda de governo. Só houve dois governos que não culparam o anterior. Um foi o de Cavaco e o outro de Sócrates, pelo facto de se terem sucedido a eles mesmo. A mim o que me incomoda não é o culpado, mas o que me assusta é o que pode estar para vir.
Re: Derrapagem no défice antecipa austeridade
Re: Derrapagem no défice antecipa austeridade
Um país de politólogos
Agora, eu, simplório mortal, percebo porquê as agências de rating nos põem dia-a-dia mais próximos da bancarrota.

É que sempre acreditei naquilo que os “especialistas” debitadores de bitaites de economia e os politólogos (um género de Maga Patológica, com licenciatura), que era a prova que os tipos da agências, não percebiam nada do assunto. Ou que percebiam mas estavam ao serviço de… (que cada um ponha o que entender nas reticências).

É que os problemas e as dívidas estão a sair do “armário” (qualquer dia temos a Parada de Orgulho na Dívida), apanhando de surpresa os portugueses incautos, como eu.

Claro que não devemos responsabilizar Sócrates, que JÁ saiu há uma semana – dizem os mesmos que responsabilizam Cavaco que AINDA só saiu há mais de 15 anos.

E o novo Governo que por acaso ainda não tomou posse, fica demonstrada a sua incompetência pelo “resvalar” do défice.

Espero que não se zanguem comigo, mas esta coisa aqui na terra, é gira p’ra catano.

A malta sofre, mas é um sofrimento divertido
LES UNS ET LES AUTRES ...
Uns apertam o cinto e têm os bolsos cada vez mais vazios ; outros vão para Paris estudar filosofia (com esta desato-me sempre a rir à gargalhada) ou voltam para a Universidade para dar aulas de economia ( talvez para ensinar como se leva um país à bancarrota em menos de um ai ) enfim ... les uns et les autres.
Re: Derrapagem no défice antecipa austeridade
Os resultados da execução orçamental ainda não estão publicados ("Na próxima quarta-feira, o INE vai revelar as contas nacionais trimestrais por sector institucional, o que permitirá verificar que o défice total das Administrações Públicas, em contabilidade nacional - a que interessa para Bruxelas -, está longe dos 5,9% definidos.... "-DE) mas este já sabe que há derrapagem...
Daí a necessidade de ir "além do memorando".
Ora a verdadeira encessidade é a de derramar, quanto antes, tudo quanto seja aumento de impostos e corte de subvenções para que, o ano, estes espertalhões se possam gabar de um déficit aí duns 2%(?). Depois, tudo vão ser rosas.
Re: Derrapagem no défice antecipa austeridade
Um Desafio!
Desafio todos os comentaristas e averiguarem quem dos partidos concorrentes ás eleições sempre defendeu a necessidade de não deixarmos cair a industria mineira e defendia a luta dos mineiros. Ou houve tempos em que as lampadas não tinham filamentos, não era preciso cobre e materias duros?
A averiguar se não foi sempre tática dos governos entrados em dizerem que não contavam com isto ou aquilo para se desculparem, para o não cumprimento das promessas eleitorais.
Sempre mais do mesmo, quem tambem devia ser julgado é quem há anos vota sempre no mesmo e nunca em julgamento se aceitar o argumento"fomos enganados".
Como é que os pobres poderão pagar(Grécia, Portugal) se os ricos (EUA) correm o risco de tambem não o poderem fazer? HA, esquecia-me de um pequeno pormenor, quando um pobre deve e não paga, é vigarista, mas quando um rico não paga, são coisas dos negócios.
Austeridade?
Impostos , subidas , e... mais do mesmo!
Só não compreendo que, para qualquer bem importado, nomeadamente automoveis, os impostos sobem em flecha,e salvaguardando as diferenças de género, interrogo-me que os "génios"dos impostos não vejam uma coisa que custa certamente muitos milhões, refiro-me à "importação de artistas internacionais para as dezenas de festivais,e escandalosamente a "importação" de jogadores,que custam muitos milhões. Dir-me-ão que tambem vendemos jogadores,ok, mas...isso não invalida que na situação em que o País está...é um esforço de exportação.
Sem brincadeiras,se é um negócio,pague-se como tal e tambem tem de sofrer o que os Portugueses sofrem.Para mais o cvampeonato e os grandes clubes parece que nem
têm Portugueses!E a avaliar pelas noticias, esses dinheiros circulam muito por off shores...
Comentários 9 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub