Anterior
Sónia Tavares e o pesadelo na montanha-russa
Seguinte
José Mourinho: "O meu modo de afirmação é só um: ganhar. E eu ganhei ...
Página Inicial   >  Sociedade  >  Gente  >   Da Justiça de Cristo à música de Bach, os gostos de Rogério Alves

CULTO

Da Justiça de Cristo à música de Bach, os gostos de Rogério Alves

Ver a série "Dr. House" ou participar numa boa futebolada são algumas das preferências do advogado. Clique para visitar o canal Life & Style.
|

 Um justiceiro da História A melhor justiça, no sentido puro, foi e é ainda a de Cristo. Refiro-me à terrena, a que Ele ensinou, e não à divina, que é, por ora e para mim, intangível.

Personalidade que mais admira Em Portugal, Aristides de Sousa Mendes. Com discrição e muito amor ao próximo, arriscou e arriscou-se para salvar vidas de pessoas concretas. Lá fora Nelson Mandela, que tinha tudo para ser um rancoroso justiceiro e é um obreiro da paz e da harmonia.

Um livro imprescindível "Odisseia", de Homero, para entrar em beleza; "Os Lusíadas", de Camões, para vermos como se verseja em português; "Mensagem", de Pessoa, porque um génio nunca vem só; "D. Quixote", de Cervantes, pelo puro prazer de ler; "As Vinhas da Ira", de Steinbeck, para ver o que a vida custa; etc.

Um filme inesquecível "Era Uma Vez na América", de Sergio Leone. Absolutamente notável. "A Vida É Bela", de Roberto Benigni, por ser belo apesar da sua inverosimilhança.

Um programa de TV Séries da Fox: "Dr. House", "Anatomia de Grey" e o "Boston Legal". Um jogo de futebol quando o Sporting ganha.

Músico ou grupo preferido Nos clássicos, Bach: sons do céu; no rock sinfónico Pink Floyd e Genesis ex-aequo: incomparáveis; no heavy metal Deep Purple: fabuloso.

Um amuleto O mundo é bem melhor com mais fé e menos superstição.

Um refúgio O Alentejo das minhas origens paternas (Seda, em Alter do Chão), onde vou muito menos do que gostaria. Um hotel de praia simpático em Espanha. Por exemplo, em Sancti Petri (Praia da Barrosa).

Actividade preferida nos tempos livres Um jogo de futebol de manhã, uma agradável leitura de tarde e, a partir das 19, um convívio com a família e os amigos até às tantas.

Cidade de que mais gosta Adoro Paris e Nova Iorque. Mas Lisboa emparceira com elas.

(Texto original publicado na Revista Única  da edição do Expresso de 15 de Agosto de 2009)


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 6 Comentar
ordenar por:
mais votados
Gostei de algumas respostas
Gostei imenso das respostas dadas às seguintes perguntas:

1 - Um justiceiro da História: apesar de tudo, mesmo sendo ateu, aplaudo de pé.

2 - Personalidade que mais admira: concordo absolutamente.

3 - Um livro imprescindível: excelente selecção. O problema é escolher entre tantos.

4 - Um filme inesquecível: boas escolhas, embora haja muitas mais a acrescentar. Uma vez mais, o problema é escolher certeiramente num universo tão grande.

5 - Um programa de TV: Não gostei da última parte, embora o futebol não me diga muito.

6 - Músico ou grupo preferido: bons gostos, grandes escolhas !

7 - Um amuleto: Como? O mundo é bem melhor com menos fé e menos superstição. É que, se não sabe, a fé é apenas mais uma forma de superstição. Pode ser um pouco mais elaborada, complexa e estruturada. Mas não deixa de ser superstição.

Sobre o resto... não me pronuncio!

zzzzzzzzzzzzzzzzz
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
Eles existem!
E dizem coisas como:
1º Camões é um "versejador" (soluço);
2º "As Vinhas da Ira" é para ver como a vida custa (vómito);
3º Genesis (vómito prolongado) valem tanto como Pink Floyd;
E chegam a bastonários!
Nunca mais vou ver um episódio do House e um jogo do Sporting com os mesmos olhos. Obrigadinho ò Rogério!
Mais um grande momento ........
O advogado dos McCann já enjoa ....

E por este andar o Expresso ...........

Plagiando o comentador anterior zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
House e futebol...
não ligam... mas há tipos para tudo (resta saber se ele vê mesmo o House ou é só para ficar bem) a bola acredito que ele veja.... e seja "doutor".... já um diagnóstico... é mais complicado... é preciso conhecimento e capacidade de análise... algo que tambem não bate certo é Fink Ployd (foi de proposito) e Genesis... é como o azeite e o vinagre... juntos, para mim, só no galheteiro...
Ainda bem que não sou LAGARTO....
UF.....................
Comentários 6 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub