Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Velório de Fernanda Montemor será na Igreja de São Jorge de Arroios, em Lisboa

Fernanda Montemor (à direita, em segundo plano), com Glória de Matos, Lia Gama, Maria José e Lourdes Norberto, actrizes, na peça "A Mais Velha Profissão"

DR

Durante a década de 1980, a atriz ficou conhecida de uma geração mais nova como a avó Chica da produção televisiva "Rua Sésamo".

O corpo da atriz Fernanda Montemor, falecida na quinta-feira aos 80 anos, , vai estar em velório a partir das 16h de hoje na Igreja de São Jorge de Arroios, em Lisboa. O corpo será cremado às 14h deste sábado, no cemitério do Alto de São João, em Lisboa, disse à agência Lusa a filha, Teresa Sobral, também atriz.

Nascida em 1935, Fernanda Montemor recebeu em 2006 a Medalha de Mérito Artístico do Ministério da Cultura, quando estava em cena no Nacional D. Maria II a peça "A mais velha profissão do mundo".

Fernanda Janeira de Sobral Pereira estreou-se no Teatro Ginásio, em Lisboa, na companhia Alves da Cunha, na década de 1950, e integrou depois o Teatro do Povo, dirigido por Francisco Ribeiro (Ribeirinho). A partir de 1956, trabalhou no Teatro da Trindade com Orlando Vitorino e Azinhal Ribeiro, tendo interpretado Federico García Lorca, Anthon Tckekóv, Nocolau Gogol, Gil Vicente, Shakespeare e Bernard Shaw, entre outros.

Durante a década de 1980, ficou conhecida de uma geração mais nova como a avó Chica da produção televisiva "Rua Sésamo".

"A mais velha profissão", da dramaturga norte-americana Paula Vogel, peça encenada por Fernanda Lapa para o Teatro Nacional D. Maria II, em 2005, e a participação na série histórica "Noite Sangrenta", de Tiago Guedes e Frederico Serra, estão entre os derradeiros trabalhos em palco da atriz.