Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Velório de Fernanda Montemor será na Igreja de São Jorge de Arroios, em Lisboa

  • 333

Fernanda Montemor (à direita, em segundo plano), com Glória de Matos, Lia Gama, Maria José e Lourdes Norberto, actrizes, na peça "A Mais Velha Profissão"

DR

Durante a década de 1980, a atriz ficou conhecida de uma geração mais nova como a avó Chica da produção televisiva "Rua Sésamo".

O corpo da atriz Fernanda Montemor, falecida na quinta-feira aos 80 anos, , vai estar em velório a partir das 16h de hoje na Igreja de São Jorge de Arroios, em Lisboa. O corpo será cremado às 14h deste sábado, no cemitério do Alto de São João, em Lisboa, disse à agência Lusa a filha, Teresa Sobral, também atriz.

Nascida em 1935, Fernanda Montemor recebeu em 2006 a Medalha de Mérito Artístico do Ministério da Cultura, quando estava em cena no Nacional D. Maria II a peça "A mais velha profissão do mundo".

Fernanda Janeira de Sobral Pereira estreou-se no Teatro Ginásio, em Lisboa, na companhia Alves da Cunha, na década de 1950, e integrou depois o Teatro do Povo, dirigido por Francisco Ribeiro (Ribeirinho). A partir de 1956, trabalhou no Teatro da Trindade com Orlando Vitorino e Azinhal Ribeiro, tendo interpretado Federico García Lorca, Anthon Tckekóv, Nocolau Gogol, Gil Vicente, Shakespeare e Bernard Shaw, entre outros.

Durante a década de 1980, ficou conhecida de uma geração mais nova como a avó Chica da produção televisiva "Rua Sésamo".

"A mais velha profissão", da dramaturga norte-americana Paula Vogel, peça encenada por Fernanda Lapa para o Teatro Nacional D. Maria II, em 2005, e a participação na série histórica "Noite Sangrenta", de Tiago Guedes e Frederico Serra, estão entre os derradeiros trabalhos em palco da atriz.