Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Ócio

Uma viagem ao Portugal mágico e assombrado

  • 333

No mapa do território nacional são inúmeros os lugares assombrados pelas histórias da sua origem. Do Convento de Cristo ao Cabo de São Vicente, em Sagres, traçamos um roteiro de sítios com apelo mágico. Clique para visitar o canal Life & Style.

Pela sua carga simbólica, impuseram-se ao longo dos tempos na nossa paisagem como sítios de excepção. A própria natureza muitas vezes se encarregou de os tornar excepcionais, assinalando-os pela sua imponência, ou pelo seu carácter sublime, um lugar de encontro entre o mundo espiritual eo terreno.

Paulo Pereira, o historiador que em 2005 lançou a colecção "Enigmas, Lugares Mágicos de Portugal" (Círculo de Leitores) - esgotada eagora a ser reeditada pela Temas e Debates - traçou para o Expresso um mapa, a que chama "o nosso território iluminado", que em épocas diferentes, para homens diferentes serviram como uma espécie de bússolade navegação espiritual.

Poderíamos dizer que no nosso território contemporâneo estes lugares, mágicos ou da arquitectura do sagrado, são a relação mais antiga que o homem tem com a paisagem.

Nalguns deles, a memória chega até aos nossos dias através de cultos ou de rituais. "As romarias, por exemplo, são encenações de peregrinações remotas a estes sítios. Outros, como o extraordinário menir do Outeiro, são meros pontos desactivados da sua função inicial", explica o historiador.

Assim, da arquitectura do megalítico à Quinta da Regaleira, construída no início do século XX em Sintra, escolhemos nove lugares - poderiam ser muitos mais - que nos traçam um possível guia mágico do território português.

(Textos originais publicados na Revista Única  da edição do Expresso de 11 de Julho de 2009)