Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Ócio

O princípio do fim de "Lost"

  • 333

Estreou ontem nos EUA a 6ª e última temporada de "Lost", uma das séries mais populares (e mais estranhas) da história da TV. A série chega hoje a Portugal, no vídeoclube do Meo. (Veja vídeo de resumo das temporadas anteriores no final do texto)

Mariana Cabral (www.expresso.pt)

Um avião que se despenha, viagens no tempo, ursos polares na selva, fumos misteriosos, fé, religião e ciência, e, claro, triângulos (e quadrados) amorosos. "Lost", ou "Perdidos", em português, tem tudo isto e muito mais - e, convenhamos, alguns ingredientes são deveras estranhos.

A série da ABC que começou em 2004 (e acabará a 19 de Maio de 2010) já deu mais voltas do que uma montanha-russa, mas continua a ser seguida por uma massa mais ou menos fanática que anseia pelas respostas que o final trará.

Apesar de as audiências da série terem descido nas últimas temporadas (média de 15 milhões de espectadores), o fenómeno "Lost" continua a ser muito forte na internet, onde os fãs trocam as mais rocambolescas teorias sobre a série (ela própria algo rocambolesca).

Também tu, Barack?

Para se ter uma ideia da importância da série, basta dizer que até Barack Obama teve de mudar a data do tradicional discurso do Estado da União para não entrar em conflito com a série. Assim que foi revelado, em Janeiro, que o discurso poderia calhar no dia de ontem, os fãs de "Lost" revoltaram-se de tal forma (no Facebook e no Twitter, claro) que o porta-voz da Casa Branca teve de assegurar oficialmente que tal não aconteceria.

A ante-estreia da temporada aconteceu este fim-de-semana, num evento especial no Havai (onde "Lost" é filmado) que reuniu todo o elenco e 12 mil fãs que assistiram às primeiras duas horas da 6ª temporada num ecrã gigante. Como seria de esperar, não demorou muito até alguém presente nesse evento ter colocado o episódio (gravado com um câmara de telemóvel) na Internet.

No entanto, paradoxalmente, os fãs recusaram-se a assistir ao episódio antes de tempo (e com má qualidade), segundo conta o "Hollywood Reporter". A própria ABC reagiu imediatamente, através do sub-director de marketing. "Nunca tivemos uma série como "Perdidos". Acho que nunca aconteceu os fãs adorarem tanto uma série que nem querem vê-la antes da estreia oficial", disse Michael Benson.

Episódio estará já hoje no Meo

Quem quer ver "Lost" o mais cedo possível são, claro, os espectadores "não-americanos", nos quais se incluem os portugueses. Por isso, num acontecimento inédito, o Meo irá disponibilizar o episódio transmitido terça-feira nos EUA já hoje, no vídeoclube Meo. Quem não for cliente, terá de esperar até dia 9 para ver o episódio no canal Fox.

Se ainda não viu "Lost", será muito difícil comecar a ver agora, uma vez que o enredo intrincado baralha até quem vê religiosamente desde o primeiro episódio. No entanto, não há nada como tentar, por isso deixamos abaixo um vídeo que resume em 8 minutos e 15 segundos (números especiais na série) toda a história até ao episódio que se estreará hoje em Portugal.

Não tarda nada, estará a discutir as dicotomias bem/mal, ciência/religião e acaso/destino com o vizinho do lado. Mas não pense que será fácil. Ao pé de "Lost", o "Twin Peaks" de David Lynch é uma brincadeira de crianças.