Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Encontrados restos mortais de Cervantes? Acredita-se que sim

  • 333

Investigadores forenses consideraram muito provável que entre os fragmentos de ossos encontrados no solo da cripta da atual igreja das Trinitarias, em Madrid, se encontram alguns de Miguel de Cervantes

Região Autónoma de Madrid/EPA

Os restos mortais do génio das letras espanholas Miguel de Cervantes Saavedra (1547-1616) foram localizados numa igreja de Madrid, mas os especialistas forenses estão cautelosos e esperam pelos testes de ADN.

O diretor da investigação forense, Francisco Etxebarria, afirma que a equipa dá como "possível"que "alguns fragmentos" encontrados numa igreja de Madrid sejam de Cervantes, conclusão a que chega depois de analisada toda a informação de carácter histórico, arqueológico e antropológico. Mas falta o decisivo teste de ADN.

"Não podemos afirmar com certeza absoluta que se tratam dos restos mortais de Cervantes. Daí a nossa prudência. No entanto, estamos convencidos de que temos alguma coisa" avança o chefe da investigação, citado pelo jornal "El País". Mas acrescenta, porém, que é possível considerar que entre os fragmentos de ossos encontrados no solo da cripta da atual igreja das Trinitarias, em Madrid, se encontram alguns de Miguel de Cervantes.

Depois de quatro séculos de extravio, os restos mortais do autor de "D. Quixote de La Mancha" começaram a ser investigados no chão da cripta madrilena na primavera passada, através da exploração com um georadar do solo da igreja. Os trabalhos documentais desenvolveram-se nas últimas semanas com a certeza de que o corpo de Cervantes nunca terá abandonado o recinto conventual, se bem que tenham ocupado pelo menos dois sítios diferentes.

Foram usadas todas as mais recentes tecnologias da ciência forense mas o só o comprovativo de ADN poderá afastar todas as dúvidas.