Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Animação de Daniel Sousa nomeada para os Óscares

"Feral" apresenta história de uma criança selvagem que, após ter sido encontrada por um caçador, tenta adaptar-se à civilização. 

"Feral", do realizador caboverdiano Daniel Sousa, surge entre os cinco nomeados para o Óscar de Melhor Curta-Metragem de Animação.

O filme apresenta a história de uma criança selvagem que tem de aprender a viver na civilização, após ter sido encontrada por um caçador no meio do bosque onde crescera (veja o trailer no fim do texto).

Daniel Sousa nasceu em Cabo Verde em 1974, cresceu em Portugal e em 1986 mudou-se com a família para os Estados Unidos, onde reside, segundo refere a agência Lusa.

Os seus filmes de animação recorrem a temas da mitologia e contos populares.

Anteriormente levou a cabo as curtas "Minotaur" (2000), "Fable (2006), "Drift" (2009) e "The Windmill" (que começou como um estudo para "Feral", acabando por dar lugar a uma história distinta).

"Feral" (2012) já foi contemplado com mais de uma dezena de prémios, entre os quais três conquistados no festival de Annecy em 2013, e o prémio RTP "Onda Curta" atribuído no Cinanima 2012 em Espinho.

O realizador dá atualmente aulas no Rhode Island School of Design, onde se formara, tendo anteriormente lecionado na Universidade de Harvard e no Instituto de Arte de Boston.

Integra o colectivo Handcranked Films Projects e trabalhou como realizador e animador para a Cartoon Network, Olive Jar Studios, Global Mechanic e Duck.