Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

A pior cantora do mundo

“Florence, Uma Diva Fora de Tom” é o quinto volume da coleção “Vencedores e Nomeados ÓSCARES® 2017”

“Florence, Uma Diva Fora de Tom”, de Stephen Frears, foi nomeado para dois Óscares e valeu a Meryl Streep mais uma indicação para o prémio de Melhor Atriz. O filme é distribuído em DVD nesta edição, um exclusivo Expresso

F
lorence Foster Jenkins tinha um sonho, tornar-se cantora lírica, mas também tinha um problema: não saber cantar. Nome maior da cultura nova-iorquina dos anos 40, foi uma das pessoas responsáveis por manter viva a programação cultural na cidade durante a II Guerra Mundial e a sua história verídica acabou por ganhar uma versão cinematográfica com Meryl Streep.

A atriz, que já ouvira falar de Florence quando ainda era estudante — “tenho uma vaga memória do meu primeiro ano na escola de teatro, das pessoas a passarem uma gravação de Florence a cantar” —, deu nova vida à “pior cantora de ópera do mundo” e a interpretação valeu-lhe uma nomeação ao Óscar de Melhor Atriz, com o filme a arrecadar ainda a indicação para Melhor Guarda Roupa.

Quem lhe apresentou a história de “Florence, Uma Diva Fora de Tom” foi o próprio Stephen Frears (de “A Rainha”) e Meryl não hesitou. “Sempre quis trabalhar com ele”, confessou durante a produção, na qual se explora também a relação da cantora com o seu marido e agente. St. Clair Bayfield (Hugh Grant), um aristocrático ator inglês (muito mais novo), sempre protegeu Florence da verdade, mas agora tudo se complicará. Florence quer apresentar-se em público no Carnegie Hall e o sonho de uma vida pode tornar-se num pesadelo.

Quando leu o guião de Nicholas Martin, Stephen Frears teve a certeza de que dava um bom filme e não poupou nos elogios na hora de o descrever. “Era espirituoso, divertido e interessante”, disse, reforçando que se tratava de “uma boa história” cheia de “boas piadas”. “O que é que se pode querer mais?” Pode querer-se um elenco de luxo e Frears quis ter grandes nomes no seu novo filme.

Meryl Streep e Hugh Grant rapidamente entraram no projeto, numa decisão tão rápida que apanhou o argumentista de surpresa. “O Nicholas deve ter ficado espantado quando aparecemos todos e dissemos sim”, conta Frears em declarações disponibilizadas ao Expresso. “Normalmente isso não acontece tão facilmente”, admite, mas o facto de o argumento ser “tão adulto” contribuiu para a rapidez com que o filme passou de projeto a realidade.

“Florence, Uma Diva Fora de Tom” está nas bancas com o Expresso deste sábado por €5,95 e está também disponível para compra online através da Loja Impresa (onde “Silêncio”, “Milagre no Rio Hudson”, “Moonlight” e “O Herói de Hacksaw Ridge” também podem ser encomendados pelo mesmo valor). À coleção “Vencedores e Nomeados ÓSCARES® 2017”, exclusiva do semanário, junta-se na próxima semana o filme “Manchester by the Sea”. O filme de Kenneth Lonergan encerra a iniciativa.