Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Roger Dickens, o homem que perdeu o óscar 13 vezes já sabe o que é ganhá-lo

MARIO ANZUONI/ Reuters

Mais de 20 anos depois, Roger Dickens conseguiu finalmente vencer

Os Condenados de Shawshank”, “Fargo”, “Kundu”, “Irmão, Onde Estás?”, “O Barbeiro”, “O assassínio de Jesse James pelo cobarde Robert Ford”, “Este País Não É Para Velhos”, “O Leitor”, “Indomável”, “007 – Skyfall”, “Raptadas, Invencível”, “Sicario – Infiltrado”. Foram 13 nomeações para Roger Dickens na categoria de melhor fotografia. À 14º nomeação, Roger Dickens venceu por “Blade Runner 2049”.

O fotógrafo britânico de 68 anos é conhecido pelas parcerias com os irmãos Cohen, Sam Mendes e Denis Villeneuve e conta com mais 70 trabalhos no cinema e televisão. A sua primeira nomeação para um óscar aconteceu em 1995, que perdeu para Jonh Toll (“Lendas de Paixão”).