Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Novo livro de Herberto Helder sai em março. Daniel Oliveira lê uma crónica do pai em exclusivo para o Expresso

D.R.

Durante um ano o poeta Herberto Helder foi jornalista em Angola, durante a guerra, uma fase em que escreveu crónicas e reportagens. São esses textos, até agora inacessíveis, que formam o livro “Em Minúsculas”, com prefácio do filho, Daniel Oliveira. Pode conhecer aqui uma dessas crónicas, lida por Daniel Oliveira, e que revela um olhar impiedoso à ‘sabichice’ dos jornalistas ou “rapazes das redações”...

Bernardo Mendonça

Bernardo Mendonça

Texto

Jornalista

João Santos Duarte

João Santos Duarte

Edição vídeo

Jornalista

O comentador e cronista Daniel Oliveira, colaborador do Expresso, um dos rostos do programa “Eixo do Mal”, na SIC Notícias, e ex-dirigente do Bloco de Esquerda, assina o prefácio de um livro inédito de crónicas e reportagens escritas pelo seu pai, o poeta Herberto Helder, quando viveu em Angola, entre 1971 e 1972, e que irá ser publicado no próximo mês março.

A obra terá como título “Em Minúsculas” e é um documento precioso que revela o olhar do poeta sobre Angola, Portugal e até sobre a classe jornalística. “Quando eu era muito pequenino, tinha dois anos, o meu pai foi para Angola durante a guerra, [para trabalhar] como jornalista. Ele tinha 40 anos. [Na verdade] ele usou o jornalismo para poder ir viver durante um ano em Angola. Foi aliás lá que acabou por conhecer a sua viúva, a mulher com quem viveu grande parte da sua vida.”

Estes textos, que na época foram publicados no “Notícias-Semanário Ilustrado”, estavam há muito inacessíveis e agora poderão ser lidos e conhecidos pelo grande público.

O novo livro de Herberto Helder será lançado pela Porto Editora, tem prefácio assinado por Daniel Oliveira, que fez a recolha e edição dos textos em conjunto com Diana Pimentel e Raquel Gonçalves.

Numa longa conversa que pode ser ouvida a partir de sexta-feira no podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”, Daniel recorda o pai e chega a ler uma das crónicas deste novo livro em exclusivo para o Expresso. “Apesar de eu ligar menos a dinheiro do que a maioria das pessoas. Não consegui ser completamente despegado do dinheiro. Como [era] o meu pai. [Que o fazia] por liberdade.” Pode ouvir aqui Daniel a ler uma das crónicas do pai e ouça a conversa a partir desta sexta-feira, em podcast.