Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Estado Português na corrida à “Anunciação”

O quadro de Álvaro Pires de Évora em leilão na Sotheby's tem como base de licitação entre 121 e 202 mil euros

Na quinta-feira, em Nova Iorque, a Sotheby's vai leiloar "A Anunciação", um quadro atribuído ao pintor português Álvaro Pires de Évora, e datado de 1434. O Estado Português está na corrida à obra cuja base de licitação é de 150 a 250 mil dólares (121 a 202 mil euros).

O interesse no retorno do quadro a Portugal é do Museu Nacional de Arte Antiga, que fez chegar um pedido ao Ministério da Cultura para que a aquisição da obra quinhentista seja uma realidade. É que Álvaro Pires é considerado o primeiro pintor português. Terá nascido em terras lusas no início do século XV e vivido o resto da vida em Itália, sendo muitas vezes chamado de Alvaro de Piero Portogallo.

"A Anunciação" já esteve em Portugal aquando das Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, em 1994 numa exposição intitulada "Álvaro Pires de Évora: Um Pintor Português na Itália do Quatrocentto".

Esta não seria a primeira obra do autor a ser adquirida pelo Estado Português. Em 2001, foi comprada "A Virgem com o Menino entre São Bartolomeu e Santo Antão, sob a Anunciação" pela quantia de 320 mil euros e com destino ao Museu de Évora.

No leilão de quinta-feira, a par da obra de Álvaro Pires, que consta do primeiro lote, estão peças como "Lucrécia, de Cranach, "Santa Margarida", de Ticiano, ou uma paisagem de Brueghel e uma vista de Veneza de Canaletto, estes com bases de licitação entre os três e os quatro milhões de dólares.