Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

A nova casa da Lego abriu portas na Dinamarca

Construída em módulos dispostos em degraus (cujas coberturas valorizam uma paleta de cores que imediatamente associamos à diversidade das peças de lego), esta casa tem uma zona de acesso gratuito além das salas que requerem um bilhete

A experiência de estar numa casa feita tal e qual as que podemos construir com peças de lego tornou-se realidade. A Lego House acaba de abrir as portas em Billund (Dinamarca) e, além de propor ao visitante um projeto arquitetónico que decorre diretamente de uma relação com os “tijolos” de lego, apresenta entre as suas salas uma série de experiências que traduzem as possibilidades de construção das peças desta criação que deu fama mundial ao carpinteiro dinamarquês Ole Kirk Kristiansen, que abriu o seu negócio nos anos 30, inicialmente produzindo brinquedos de madeira.

Conhecida também como “a casa do tijolo”, a Lego House ganhou forma na localidade onde este brinquedo originalmente surgiu e resulta de um projeto do arquiteto Bjarke Ingels. Construída em módulos dispostos em degraus (cujas coberturas valorizam uma paleta de cores que imediatamente associamos à diversidade das peças de lego), esta casa tem uma zona de acesso gratuito além das salas que requerem um bilhete.

Na zona gratuita pode ser contemplada a enorme “árvore da criatividade”, com 15 metros de altura e que inclui 6.316.311 peças. Dinossauros, robôs, castelos, edifícios, cidades e outras construções habitam a zona de acesso com bilhete que inclui áreas nas quais ao visitante é também dada a possibilidade de brincar com legos. A Lego House tem uma exposição permanente que conta a história deste brinquedo, uma galeria que inclui algumas das suas mais célebres criações e um “cofre” visitável no qual estão as primeiras edições de diversos conjuntos. A loja que ali encontramos é a única na qual se pode comprar uma caixa, como tantas outras da marca, na qual estarão as peças para construir uma réplica da própria Lego House.