Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Uma playlist por dia: esta é para animar, fazer sorrir, ajudar a trabalhar, viajar ou relaxar

Estas não são playlists como antigamente, gravadas em cassetes saudosas, mas vêm com o mesmo amor e devoção dessas playlists de outrora

Uma playlist por Tiago Santos

Com influências que vão desde o álbum “Black Sunday”, dos Cypress Hill (1993), do “Another Level”, dos Blackstreet (1996), ou “3º Capítulo”, dos Da Weasel (1997), a minha playlist tem por base o hip-hop, soul, R&B contemporâneo com salpicos de eletrónica. São estilos que me acompanham há mais de 20 anos, e que se desenvolveram devido à paixão pelo skate e, mais recentemente, pelo snowboard.

A ordem da playlist não é aleatória. Para não haver preferências, surge por ordem alfabética do nome do artista. E como tudo o que é pessoal é mutável, se me pedirem uma playlist para o mês que vem será, com toda a certeza, diferente.

Childish Gambino é Donald McKinley Glover. Ator, escritor, humorista e músico norte-americano, 33 anos, participou como ator no filme “Spider-Man: Homecoming” e será codiretor do próximo “Star Wars: Han Solo”. Criador e produtor executivo da série “Atlanta”, que já vai na sua 2ª série, com uma nota de 8,6 no site IMDb. Novidades podem ser acompanhadas no facebook oficial.

Domo Genesis é Dominique Marquis Cole. DJ e rapper de Los Angeles, lançou várias mixtapes, mas o seu primeiro álbum surge apenas em 2016, contando com a participação de Wiz Khalifa, Mac Miller e Anderson. Paak (de que falarei mais à frente), entre outras.

Hare Squead é um trio de Dublin, Irlanda. Composto por Tony Konstone, E-Knock e Jessy Rose. Misturam hip-hop, soul e pop com uma pitada de sotaque irlandês, o que leva a crer que o panorama do hip-hop nesse país está a crescer, e no sentido certo. Mais AQUI.

KAYTRANA é Louis Kevin Celestin. DJ e produtor, nasceu no Haiti e cresceu no Quebeque, Canadá. Depois de muitos remixes, mixtapes e participações, lançou o álbum 99,9% em 2016, que lhe valeu este ano o prémio de artista do ano nos “Canadian Independent Music Awards”. Vale a pena espreitar o site oficial.

Mac Miller é Malcolm James McCormick. Rapper norte-americano da Pensilvânia, atuou este ano no MEO Sudoeste e, segundo a Blitz, teve o apoio da namorada, Ariana Grande, com a qual tem uma música, lançada antes do início do relacionamento.

Mura Masa é Alex Crossan. Influenciado por “Gorillaz” ou “The Smiths”, aprendeu a tocar vários instrumentos mas entregou-se à mistura de eletrónica, funk e hip-hop. A música que escolhi, do álbum de estreia, “Love$ick”, já teve uma nomeação para Best Contemporary Song nos Ivor Novello Awards. Vale a pena seguir.

NxWorries é composto pela dupla Anderson.Paak e Knxwledge. O álbum lançado no ano passado (“Yes Lawd!”) vale a pena ser explorado na totalidade. Além de músico, Knxwledge é também um produtor de sucesso - a sua participação no álbum de Kendrick Lamar “To Pimp a Butterfly” venceu um Grammy em 2016. Anderson.Paak é, para mim, uma das melhores vozes masculinas do panorama do R&B internacional atual. Além de escritor, cantor e baterista, tem um instagram genial.

Instagram

Orelha Negra são João Gomes, Francisco Rebelo, Fred, Sam The Kid e Dj Cruzfader. E são portugueses - não podia deixar de ter uma referência nacional nesta playlist. Cada membro da banda tem um talento incrível, e juntos proporcionam uma experiência musical fantástica, que se torna ainda melhor ao vivo. Vejam por onde vão andar e, se conseguirem ,vão vê-los.

People Under The Stairs são Double K (Michael Turner) and Thes One (Christopher Portugal). Desde que se formaram, em 1998, afirmaram-se como uma banda de hip-hop underground, fora dos grandes circuitos. Mas isso não os impediu de fazerem várias digressões mundiais ao longo destes 19 anos. A sua experiência reflete-se neste último álbum “old school” (“The gettin’ off stage”).

E por falar em “old school”. Talib Kweli é Talib Kweli Greene. Começou a carreira em 1997, quando formou os Black Star com Mos Def. Tive a oportunidade de o ver no Vodafone Mexefest 2016. Bom concerto. Além do sucesso a solo, tem também participações com Kanye West e Pharell Williams, entre outros.

É uma playlist que me anima, faz sorrir, ajuda a trabalhar, a fazer uma viagem mais longa ou a relaxar no final de um dia de trabalho. Espero que gostem!