Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Bob Dylan acusado de plágio no discurso do Nobel

Mario Anzuoni/ Reuters

Em causa estão supostas citações de “Moby Dick” que na verdade não surgem no romance de Herman Melville, mas antes num site dedicado a análise de obras literárias, entre outras

Bob Dylan terá efetuado plágio no seu discurso de receção do prémio Nobel da Literatura, segundo denunciou esta terça-feira a colunista da revista “Slate”, Andrea Pitzer.

O músico apresentou o seu discurso apenas a 4 de junho, a escassos seis dias do fim do prazo dado pela Academia sueca para que pudesse receber os cerca de 800 mil euros do valor pecuniário da distinção. Apresentou-o sob a forma de um poema beat (um registo próprio da beat generation) acompanhado ao piano, em que faz referências a três livros que tiveram grande impacto na sua obra.

O escritor Ben Greenman colocou depois um comentário no Twitter em que manifestava a sua estranheza por uma das supostas citações de “Moby Dick” não surgir em nenhuma das edições que conhece do clássico de Herman Melville, lançando a suspeita de que o laureado se enganara ao citar de memória.

Em causa está a frase supostamente dita por uma das personagens do romance. “Some men who receive injuries are led to God, others led to bitternesse” (“Alguns homens a quem são infligidos ferimentos são conduzidos a Deus, outros são conduzidos à amargura”), citação atribuída a um padre da seita pacifista Quaker.

A colunista da “Slate” descobriu depois que, na verdade, a frase parece ter vindo do site SparkNotes, dedicado à análise de obras literárias, entre outras, que descreve o padre quaker como “someone whose trials have led him toward God rather than bitternesse” (“alguém a quem os julgamentos conduziram a Deus e não à amargura”). Pitzer descobriu depois semelhanças entre outras 18 frases de descrição de “Moby Dick” de Dylan e a análise apresentada no SparkNotes.

Nem o músico norte-americano nem os membros da Academia sueca efetuaram qualquer declaração sobre esta denuncia de plágio.