Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Será que vem aí um novo “Matrix”?

Carrie-Anne Moss e Keanu Reeves numa das cenas do filme original

Com o regresso da saga protagonizada por Keanu Reeves, a Warner vai tentar fazer de “Matrix” e o seu “Star Wars” e desenvolver vários filmes em torno da história original

O segredo é um dos segredos para o sucesso no mundo do cinema, mas há sucessos que podem ser potenciados se esse mesmo segredo for quebrado. Confuso? Foi esse o sentimento de quem viu o primeiro “Matrix” em 1999 — e de quem assistiu às sequelas —, mas talvez agora surjam novas respostas. De acordo com as informações divulgadas pela revista “The Hollywood Reporter” e pela publicação online “Deadline”, a Warner está “na fase inicial de desenvolvimento de um relançamento de 'Matrix'” e pretende juntar um grupo de argumentistas para apresentar novas formas de desenvolver o universo de Neo (Keanu Reeves). Para já, parece que Zak Penn estará a tratar da escrita de uma primeira versão rascunho.

As irmãs Wachowski — que criaram a trilogia e dirigiram os trabalhos dos três primeiros filmes — ainda não confirmaram qualquer envolvimento na nova aventura cinematográfica, mas as fontes contactadas pelas publicações norte-americanas consideram que a Warner não tentará afastar as criadoras do novo “Matrix”. Recentemente, o ator e protagonista Keanu Reeves não pôs de parte a sua entrada num novo filme da saga, ainda que tenha algumas reservas quanto ao regresso do franchise. Primeiro, Reeves quer ver o argumento e só depois decidirá. Elas teriam de realizar e escrever, e depois veríamos o que é a história", condicionou a estrela de ação.

REGRESSO EM GRANDE

Mesmo sem uma confirmação oficial, é expectável que a Warner — que comprou ao produtor Joel Silver os direitos sobre “Matrix” em 2012 — tente seguir o modelo que a Disney construiu para “Star Wars”. O estúdio vai tentar acrescer sequelas à trilogia, ao mesmo tempo que constrói filmes autónomos, centrados em personagens do filme-âncora. Tudo para lucrar (e muito). “Matrix Reloaded” e “Matrix Revolutions” não foram sucessos de bilheteira (nem colheram boas críticas) mas ainda assim a trilogia rendeu 1,6 mil milhões de euros em receitas de bilheteira à escala mundial.