Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Passadeira Vermelha: "A nomeação já é uma vitória"

À passadeira vermelha começam a chegar os nomeados. Sabem-se mais pormenores por trás das roupas que trazem e dos papéis que lhes podem valer a estatueta

Ao contrário do que era esperado as entradas não estão a ter discursos politizados. Ainda não se falou em Trump, nem nas suas políticas. Dave Pathel, ator de Lion,chegou acompanhado pela mãe e explicou que teve de se transformar para o papel daquele jovem tailândes. Isto porque o seu currículo não fazia antever este papel. Também nomeado para melhor ator Ryan Gosling contou que embora a música já fizesse pate da sua vida, não dominava o piano e, por isso, teve que aprender.

Também Mat damon, produtor de Manchestar By the Sea, explicou que só daria aquele papel a Casey Affleck com quem já tinha uma reação e que segundo o produtor e amigo foi brilhante no papel.Casey Aflleck retribuiu o elogio a Matt Danmon.

O elenco inteiro de Moonlight já chegou, mas foi a figura de Marsela Ali que suscitou mais expectativas. O ator do filme que pode ser uma bandeira política anti-Trump, esta noite, lembrou que a responsabilidade dos atores é calçar os sapatos dos outros e levar ao ecrã essas histórias. Ficou muito satisfeito que a reação das pessoas ao ao filme tenha sido tão positiva.

Também já chegou Isabelle Huppert, nomeada por Ella, a história de "uma mulher que não quer ser uma vítima" e cujo papel é demasiado complexo para se explicar em dois minutos.

Além dos atores e dos prémios a noite é feita de atuações e de magia. Justin Timberlake, que vai atuar estar noite, chegou acompanhado Charleeze Theron a já vencedora de um Óscar vai hoje entregar um prémio.

Depois da polémica do ano passado com a falta de nomeações para atores negro, chega à passadeira Halle Berry a única atriz negra já galarduada para o prémio de melhor atriz. A atriz falou desta questão lembrando a necessidade de haver diversidade que este ano está espelhada: para todas as categorias há um ator negro nomeado. A primeira atriz negra a ganhar um óscar foi Hattie McDaniel, em 1940, pelo clássico 'E tudo o vento levou' e foi o prémio de melhor atriz secundária.

Denzel Washington assumiu os créditos de ter pegado no sucesso da Brodway e o ter levado ao grande ecrã. Em 'Vedações' o ator nomeado salientou o prazer que teve em trabalhar com Viola Davis.

Mel Gibson, nomeado pelo 'Herói de Hacksaw Ridge', lembrou que a nomeação já é uma vitória. E, ao contrário do que aconteceu em anos anteriores não acredita ganhar este ano. Dá os parabéns a todos os nomeados e presta uma homenagem ao "herói que não pegou numa arma e salvou tanta gente."

Artigo em desenvolvimento