Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Ellen DeGeneres ‘desconvida’ Kim Burrell devido a comentários homofóbicos

Kim Burrell e Pharrell Williams iriam interpretar “I See a Victory”

D Dipasupil/GETTY

A cantora de gospel deveria atuar com Pharrell Williams no programa de DeGeneres na quinta-feira. Mas um vídeo com uma intervenção de Burrell durante uma cerimónia religiosa levou a anfitriã do programa a mudar de ideias

“Para aqueles que estão a perguntar, Kim Burrell não vai aparecer no meu programa”, escreveu Ellen DeGeneres no Twitter em sequência do vídeo, que se tornou viral, em que a cantora de gospel surgia a tecer comentários homofóbicos durante uma cerimónia da Igreja Internacional da Fraternidade do Amor e da Liberdade, em Houston, Texas.

A cantora apelidava os homossexuais de pervertidos, afirmando que iriam morrer por isso.

Após o vídeo ter-se tornado viral, Burrel declarou que não se iria “desculpar ou justificar”. “Eu nunca disse que todos os gays vão para o inferno. Eu nunca disse LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais) … Eu disse ‘pecado’ (…) A todas as pessoas que estão lidar com um espírito homossexual, foi isso, eu amo-vos, Deus ama-vos, mas Deus odeia o pecado que existe em vocês e em mim. Tudo aquilo que é contra a natureza de Deus”, afirmou.

Estava previsto que Burrell cantasse na quinta-feira com Pharrell Williams o tema “I See a Victory” (que integra a banda sonora do filme “Elementos Secretos”) no programa de DeGeneres. A atriz, comediante e apresentadora do programa televisivo é homossexual assumida e conhecida pelas suas posições em defesa dos direitos LGBT.