Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Marcelo Rebelo de Sousa lamenta morte de George Michael

Marcelo Rebelo de Sousa intervém durante a sessão de encerramento do encontro anual do Conselho da Diáspora, a 22 de dezembro, na Cidadela de Cascais.

TIAGO PETINGA/LUSA

Presidente da República escreveu uma nota no site da presidência da República e aproveitou ainda para recordar outros artistas que morreram este ano, como David Bowie ou Prince

Ana Baptista

Ana Baptista

Jornalista

A morte do cantor George Michael está a ser comentada por personalidades de todas as áreas do saber, incluindo políticos, e o Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, não quis deixar passar o momento.

“Manifesto o meu pesar pela morte de George Michael, um artista e compositor versátil e talentoso, com uma longa carreira de inequívoca qualidade", escreveu esta segunda-feira na página da presidência da República.

Onde acrescentou ainda: "Tal como David Bowie e Prince, para mencionar apenas alguns que este ano nos deixaram, partiu demasiado cedo e de forma inesperada. É difícil não pensar no que George Michael nos podia ainda ter dado, mas pelo menos teremos sempre o que a vida dele nos deixou".

O cantor George Michael morreu este domingo, dia de Natal, de aparente paragem cardíaca, mas só depois da autópsia se terá a certeza. Tinha 53 anos.