Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Morreu realizador Alberto Seixas Santos

A notícia está a ser avançada pelo “Público” na sua edição online. O cineasta tinha 80 anos e estava doente há um ano

O realizador de “Brandos Costumes”, um filme rodado antes da revolução de abril, mas só estreado em setembro de 1975, morreu na madrugada deste sábado, na sua casa, em Lisboa, soube o “Público” junto de uma amiga do cineasta.

Alberto Seixas Santos também realizou outras obras como “As Armas e o Povo”, rodado em 1974, e de “A lei da terra” (1976), sobre o processo de reforma agrária.

A 20 de março deste ano, a Cinemateca apresentou uma retrospetiva de Seixas Santos, em que foram exibidos vários filmes do autor, entre eles “Gestos & Fragmentos – Ensaio sobre os militares e o poder” (1982), com Otelo Saraiva de Carvalho, Eduardo Lourenço e Robert Kramer, “Paraíso Perdido” (1992) e “Mal” (1999).

A estas longas-metragens juntam-se alguns filmes curtos, como “A indústria cervejeira em Portugal” (1967) e “A rapariga da mão morta” (2005).