Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Vendas de vinil ultrapassaram downloads no Reino Unido

JOHANNES EISELE/GETTY

“Ainda não há muito tempo o download digital era encarado como o futuro. Poucos teriam previsto que o formato disco, inventado em 1948 através de prensagem numa peça de plástico, ultrapassassem agora as vendas em 2016”, refere o diretor Associação dos Retalhistas de Entretenimento do Reino Unido

Na semana passada as vendas dos discos vinil renderam 2,3 milhões de euros no Reino Unido, enquanto as dos downloads de música apenas 2 milhões, segundo indicam os dados Associação dos Retalhistas de Entretenimento (ARE).

Esta ultrapassagem inédita, desde que a associação britânica começou a elaborar as tabelas com os valores relativos aos downloads, ocorreu devido ao facto dos descarregamentos legais de música estarem em queda, face à popularização dos serviços de streaming, ao mesmo que a venda dos vinis de valores, que são muito mais caros, conhecem uma significativa recuperação.

No mesmo período do ano passado os downloads renderam 4,1 milhões de euros e os vinys apenas 1,1 milhão.

“Esta é mais uma mostra da capacidade dos fãs de música de nos surpreenderem a todos”, referiu o diretor da ARE, Kim Bayley, em comunicado. “Ainda não há muito tempo o download digital era encarado como o futuro. Poucos teriam previsto que o formato disco, inventado em 1948 através de prensagem numa peça de plástico, ultrapassassem agora as vendas em 2016”, acrescentou.

O período de compras para as prendas Natal terá obviamente contribuído para a subida das vendas dos vinis, numa altura em que passaram a estar disponíveis em diversos estabelecimentos comerciais britânicos, nomeadamente na cadeia de supermercados Tesco.