Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Bob Dylan vai falhar cerimónia de entrega do Nobel

FRED TANNEAU/GETTY IMAGES

O cantor comunicou à Academia Sueca que “outros compromissos” o impedem “infelizmente” de estar presente

Por questões de agenda, Bob Dylan vai falhar a cerimónia de entrega do Nobel da Literatura.

A Academia Sueca anunciou esta tarde que o cantor não vai estar presente para receber a distinção, embora Dylan tenha comunicado que “gostaria de aceitar o Nobel pessoalmente”, o que “infelizmente não será possível, por causa de outros compromissos” assumidos.

O lendário músico norte-americano de 75 anos, cujas letras foram cantadas por gerações de fãs, é o primeiro compositor a ganhar o prémio Nobel da Literatura. Foi anunciado como vencedor no dia 13 de outubro, por “ter criado uma nova expressão poética dentro da grande tradição americana da canção”.

Dylan tardou duas semanas em reagir, quebrando o silêncio para dizer que se sentia “muito honrado” e “sem palavras”, mas sem garantir se estaria presente na cerimónia de entrega do Nobel. A dúvida foi agora esclarecida. A Academia Sueca diz que “respeita a decisão de Bob Dylan” mas que é invulgar um laureado com o Nobel não ir a Estocolmo receber pessoalmente o galardão.

Vários outros vencedores do Nobel da Literatura faltaram em anos anteriores à cerimónia, por diversas razões: Doris Lessing, devido à idade avançada; Harold Pinter, porque estava hospitalizado; e Elfriede Jelinek, que sofre de fobia social.

“Aguardamos ansiosamente a conferência de Bob Dylan, que ele deverá proferir – é o único requisito – no prazo de seis meses a partir de 10 de dezembro de 2016”, frisa a Academia.

[Texto atualizado às 17h07]