Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Apichatpong Weerasethakul em Lisboa para um ciclo dedicado à sua obra

Stuart C. Wilson/Getty Images

Ciclo de cinema dedicado ao realizador tailandês, orgnizado pelo Festival Temps d'Images 2016, começa esta quinta-feira

O Festival Temps d'Images 2016, dedicado ao cruzamento da criação artística contemporânea, começa esta quinta-feira com um ciclo de cinema dedicado à obra do realizador tailandês Apichatpong Weerasethakul, que estará em Lisboa para o arranque do evento.

Em 14.ª edição, o festival apresentará, até 10 de dezembro, uma programação de 15 espetáculos em 14 espaços da capital, também com vídeo-instalações, cinema e encontros com 23 artistas e coletivos, entre eles Vera Mantero, Miguel Gonçalves Mendes, Luciana Fina, Rui Catalão, Arkadi Zaides, Isabelle Danto, ou André Uerba.

Hoje, o festival começa com um ciclo no Cinema Ideal dedicado a Apichatpong Weerasethakul, galardoado em 2010 com a Palma de Ouro do Festival de Cannes pelo filme “O Tio Boonmee, que Recorda as Suas Vidas Passadas”.

O arranque oficial do certame, no entanto, acontece no sábado, com a estreia nacional de “Fever Room”, um espetáculo de Apichatpong Weerasethakul, que é repetido no dia seguinte, também no São Luiz Teatro Municipal.

Neste espetáculo, Apichatpong explora camadas de ficção e realidade, põe em causa o lugar do espectador no espaço de apresentação do cinema e no espaço teatral, de acordo com a descrição da programação do Festival Temps d'Images.

Após a estreia mundial na Coreia do Sul, no ano passado, e a estreia europeia, este ano, no Festival Kunsten, na Bélgica, e no Steirischer Herbst - Festival of New Art, na Áustria, “Fever Room” estará em Lisboa com um elenco composto por Elenco Jenjira Pongpas, Banlop Lomnoi, e Teenagers of Nabua.

Em Portugal, o Temps D'Images é um projeto DuplaCena e Horta Seca associação cultural e conta com os financiamentos de Direção-Geral das Artes (DGArtes), Câmara Municipal de Lisboa, Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), entre outros parceiros públicos e privados.