Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Morreu o vocalista dos Dead or Alive

Pete Burns, em 2006

Chris Jackson/ Getty images

Pete Burns, 57 anos, sofreu uma paragem cardíaca

Pete Burns, vocalista e fundador da banda pop Dead or Alive, morreu este domingo aos 57 anos. O músico foi vítima de uma paragem cardíaca, confirmaram os amigos e familiares esta segunda-feira aos jornalistas.

“Era um verdadeiro visionário, uma alma bela e talentosa cuja ausência será sentida por todos os que o amavam e apreciavam quem ele era e todas as memórias que nos deixou”, lê-se no comunicado publicado pelo marido, Michael Simpson, a ex-mulher, Lynne Corlett, e o agente e antigo colega de banda, Steve Coy, citado pela BBC.

Descrito como um cruzamento entre o escritor Oscar Wilde e a poetisa Dorothy Parker, os Dead or Alive chegaram ao estrelato nos anos 80 com “You Spin Me Round (Like a Record)”. Mais recentemente, Pete Burns participou em reality shows britânicos.

Nos últimos anos, tentou uma carreira a solo, mas nunca conseguiu alcançar o sucesso dos Dead or Alive. Era viciado em operações plásticas, tendo admitido que fez mais de 300 cirurgias. Em 2006, por exemplo, quase morreu durante uma intervenção ao nariz.

“Mudar a minha cara é como comprar um sofá e não há nenhuma parte do meu corpo, à exceção das solas dos pés, onde não tenha mexido. Para mim, a cirurgia plástica é uma questão de sanidade e não de vaidade”, disse Burns, citado pelo jornal “The Guardian”, que acrescenta que o músico ficou na miséria após gastar milhões para melhor a sua aparência.

Filho de uma sobrevivente do Holocausto e de um adepto do Liverpool, Burns nasceu a 5 de agosto de 1959 em Cheshire, no noroeste do Reino Unido.