Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Nick Cave: Filme regressa às salas de cinema em dezembro

  • 333

DR

Mais do que uma mera apresentação das oito canções de um disco que ficará registado não apenas na história dos melhores de 2016 mas também entre os mais marcantes da já extensa obra de Nick Cave. O documentário procurou contextualizar as canções no quadro emocional pessoal em que emergiram

Criado para apresentar, um dia antes do lançamento do álbum “Skeleton Tree”, as canções e a temática central que atravessa todo este 16º disco criado por Nick Cave na companhia dos Bad Seeds, o filme “One More Time With Feeling” foi projetado em salas de cinema por todo o mundo na noite de 8 de setembro. Filmado a preto e branco (com apenas breves instantes a cores) sob realização de Andrew Dominik — realizador neozelandês para quem Nick Cave e Warren Ellis tinham já composto a banda sonora de “O Assassínio de Jesse James Pelo Cobarde Robert Ford” (2007) e que foi um dos operadores de câmara em “O Novo Mundo” de Terrence Malick – o filme foi recebido sob aclamação e desde logo não faltou quem comentasse que uma dia apenas era vida demasiado curta para um documentário que merecia chegar a mais espectadores.

Agora, o filme que parecia destinado a ser programa para uma noite só, vai regressar a salas de cinema por todo o mundo a partir de 1 de dezembro. E o Expresso sabe que, entre nós, os cinemas UCI (que o exibiram na noite que precedeu a edição do álbum) já garantiram a sua exibição.

Mais do que uma mera apresentação das oito canções de um disco que ficará registado não apenas na história dos melhores de 2016 mas também entre os mais marcantes da já extensa obra de Nick Cave, o documentário procurou contextualizar as canções no quadro emocional pessoal em que emergiram. Filmado entre os Air Studios em Londres (onde foram concluídas as sessões de gravação de “Skeleton Tree”) e a própria casa de Nick Cave em Brighton, o filme conta-nos como a morte acidental de um dos filhos do músico, no verão do ano passado, foi assombração que começou por gerar um vazio que, depois, estas canções ajudaram a vencer.

Estreado no Festival de Veneza, poucos dias antes da noite para a qual estava destinado, “One More Time With Feeling” gerou já, nessa primeira vida, uma bilheteira na ordem dos 1,5 milhões de euros. O álbum “Skeleton Tree” revelou-se entretanto um dos criticamente mais aplaudidos da discografia de Nick Cave e deu-lhe alguns dos melhores resultados em tabelas de vendas no mundo inteiro. Entre os números conta-se a sua mais alta entrada de sempre na tabela de vendas dos EUA (no 27º lugar). Em Portugal alcançou o número um.