Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Dois livros para os mais novos sobre a vida de Carolina Beatriz Ângelo, a primeira mulher a votar na Europa do Sul

  • 333

Um livro para crianças e um álbum de BD sobre Carolina Beatriz Ângelo, a primeira mulher a votar em Portugal e na Europa do Sul

DR

O álbum de BD da autoria do Mestre José Ruy é para todas as idades como o TimTim. Já o livro de Rosabela Afonso é mesmo para mais novos e é o primeiro de uma coleção que conta a história de mais cinco mulheres que tiveram um papel ativo na I República

Em 2010, Rosabela Afonso, decidiu contar aos mais novos a história de seis mulheres de destaque na I República: “Carolina Beatriz Ângelo, da Guarda, Adelaide Cabete, de Elvas, Maria Veleda, de Faro, Ana de Castro Osório, de Mangualde, Angelina Vidal, de Lisboa, e Emília Sousa Costa, de Lamego. Foi intencional a escolha de mulheres de vários pontos do país.”

Desafiou as ilustradoras Carmo Pólvora e Sara Afonso para trabalharem com ela numa coleção de seis volumes, e as três meteram mãos à obra. O projeto passou por várias vicissitudes, mas está finalmente concluído.

Os seis livros foram publicados pela editora Letras Lavadas, dos Açores, o “Instituto Camões apoiou, bem como a secretaria de Estado para a Igualdade; aliás, o prefácio é da secretária de Estado para a Igualdade”, diz a autora de todos os textos, que quer “estimular os jovens leitores para a cultura e para a cidadania ativa e participativa”.

A coleção completa custa 39 euros e vem numa caixa conjunta; os livros também são vendidos à unidade a oito euros cada.

Veja as capas de seis livro para crianças; esta conta parte da vida da republicana e feminista Carolina Beatriz Ângelo. Texto de Rosabela Afonso e ilustrações de Carmo Pólvora
1 / 6

Veja as capas de seis livro para crianças; esta conta parte da vida da republicana e feminista Carolina Beatriz Ângelo. Texto de Rosabela Afonso e ilustrações de Carmo Pólvora

DR

Capa do livro para crianças que conta parte da vida da republicana e feminista Adelaide Cabete. Texto de Rosabela Afonso e ilustrações de Sara Afonso
2 / 6

Capa do livro para crianças que conta parte da vida da republicana e feminista Adelaide Cabete. Texto de Rosabela Afonso e ilustrações de Sara Afonso

DR

Capa do livro para crianças que conta parte da vida da republicana e feminista Maria Veleda. Texto de Rosabela Afonso e ilustrações de Carmo Pólvora
3 / 6

Capa do livro para crianças que conta parte da vida da republicana e feminista Maria Veleda. Texto de Rosabela Afonso e ilustrações de Carmo Pólvora

DR

Capa do livro para crianças que conta parte da vida da republicana e feminista Ana de Castro Osório. Texto de Rosabela Afonso e ilustrações de Sara Afonso
4 / 6

Capa do livro para crianças que conta parte da vida da republicana e feminista Ana de Castro Osório. Texto de Rosabela Afonso e ilustrações de Sara Afonso

DR

Capa do livro para crianças que conta parte da vida da republicana e feminista Angelina Vidal. Texto de Rosabela Afonso e ilustrações de Carmo Pólvora
5 / 6

Capa do livro para crianças que conta parte da vida da republicana e feminista Angelina Vidal. Texto de Rosabela Afonso e ilustrações de Carmo Pólvora

DR

Capa do livro para crianças que conta parte da vida da republicana e feminista Emília Sousa e Costa Texto de Rosabela Afonso e ilustrações de Sara Afonso
6 / 6

Capa do livro para crianças que conta parte da vida da republicana e feminista Emília Sousa e Costa Texto de Rosabela Afonso e ilustrações de Sara Afonso

DR

O álbum de BD “Carolina Beatriz Ângelo – Pioneira na Cirurgia e no Voto” vai ser apresentado ao público a 5 de novembro, no decurso da 26ª edição do Festival de BD da Amadora.

O livro impresso a 4 cores, tem 32 páginas, 30 de desenho, e tem a chancela da Âncora Editora que edita e distribui. Esta BD foca a vida de Carolina Beatriz Ângelo desde o processo que a levou a conseguir votar em 1911, até ao seu falecimento em outubro desse ano, abordando também o seu percurso científico e dando destaque
ao lado humanista .

Folheie parte do livro de Banda Desenhada sobre a vida de Carolina Beatriz Ângelo, da autoria do Mestre José Ruy
1 / 4

Folheie parte do livro de Banda Desenhada sobre a vida de Carolina Beatriz Ângelo, da autoria do Mestre José Ruy

DR

Página do álbum de Banda Desenhada sobre a vida de Carolina Beatriz Ângelo, da autoria do Mestre José Ruy
2 / 4

Página do álbum de Banda Desenhada sobre a vida de Carolina Beatriz Ângelo, da autoria do Mestre José Ruy

DR

Página do álbum de Banda Desenhada sobre a vida de Carolina Beatriz Ângelo, da autoria do Mestre José Ruy
3 / 4

Página do álbum de Banda Desenhada sobre a vida de Carolina Beatriz Ângelo, da autoria do Mestre José Ruy

DR

Outra página do álbum de Banda Desenhada sobre a vida de Carolina Beatriz Ângelo, da autoria do Mestre José Ruy
4 / 4

Outra página do álbum de Banda Desenhada sobre a vida de Carolina Beatriz Ângelo, da autoria do Mestre José Ruy

DR

  • Carolina votou em 1911. Foi a primeira e a República mudou a lei para impedir o voto feminino

    As eleições para a Assembleia Constituinte da I República colocaram Portugal na vanguarda do movimento sufragista. Carolina Beatriz Ângelo, médica, viúva e chefe de família, foi a primeira mulher a exercer o direito de voto em toda a Europa Central e do Sul. Fez uma leitura ousada da lei, que os homens republicanos não foram capazes de prever, e recorreu para a Justiça para conseguir recensear-se. O juiz Castro proferiu uma sentença revolucionária e ela foi a única mulher a votar. Em 1913, a República mudou a lei e interditou o voto das mulheres