Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Tim Cook descobre iPhone numa pintura com 346 anos

  • 333

Pieter de Hooch

O CEO da tecnológica norte-americana Apple visitou o Rijksmuseum, em Amesterdão, e descobriu um telemóvel da empresa que dirige num quadro a óleo de Pieter de Hooch. O único problema: a pintura é de 1670 e o iPhone só foi apresentado em 2007

A Apple lançou o primeiro iPhone em 2007, mas o diretor-executivo da empresa, Tim Cook, acredita agora que ele já existia em 1670. De visita ao Rijksmuseum, em Amesterdão, com a ex-comissárioa europeia Neelie Kroes, o CEO da tecnológica norte-americana descobriu um iPhone branco numa pintura com 346 anos, da autoria de Pieter de Hooch. A história foi conhecida esta quarta-feira, durante a Startup Fest Europe, que decorre na Holanda e para a qual Tim Cook se deslocou como convidado.

Questionado pela anfitriã sobre se sabia quando o smartphone tinha sido inventado, Tim Cook decidiu responder com humor. “Até ontem, eu pensei que sabia” , mas “Neelie mostrou-me alguns Rembrandt e fiquei chocado com um deles. Havia um iPhone numa das pinturas. É difícil de ver mas juro que está lá”, assegura. Claro que, na verdade, o elemento de que o CEO da Apple fala não é um telemóvel, mas sim uma carta, e o quadro nem é de Rembrandt. Trata-se de “Man Hands a Letter to a Woman in a Hall”, um quadro a óleo de pequena dimensão que faz parte da coleção permanente do museu e que foi pintado pelo artista holandês Pieter de Hooch.